Banco de dados de questões do vestibular Unb
questões de vestibulares
|

 

Questões Unb

REF. Pergunta/Resposta
origem:Unb-1998
tópico:
Dimensoes_Unidades

sub-grupo:

pergunta:A partir das pesquisas desenvolvidas por Galileu, o homem começou a quantificar a natureza de uma forma mais sistemática, surgindo daí a necessidade de se estabelecerem padrões e de se definirem unidades. Saber utilizar esses padrões e convertê-los em unidades úteis para ajudar na solução de problemas é fundamental na compreensão dos fenômenos. Assim, com base na equivalência das seguintes unidades:

1 nanômetro = 10­ªm,
1 hectare = 0,01 km²,
1 HP = 0,746 kw e
1 femto-segundo = 10­¢¦s,

Julgue os itens a seguir.
(1) Um motor elétrico, consumindo uma potência de 1/2 HP durante 120 min, acarretará um consumo de energia igual a1 kWh (kilowatt x hora) .
(2) Um motor com 1HP de potência conseguirá levantar um carro de 1 tonelada a uma altura de 10m em menos de 1 min.
(3) Considere que, em 30 min, uma chuva intensa e ininterrupta encha um tambor cilíndrico inicialmente vazio com base de 1 m² e altura de 50 cm. Então, o volume de água dessa chuva, caindo durante uma hora em um terreno de 1 hectare, será superior a cinco milhões de litros.
(4) Considerando que os átomos têm diâmetros maiores que 0,1 nanômetro e que os flashes (pulsos de luz) de menor duração que já foram produzidos em laboratório têm a duração de 10 femto-segundos, é correto concluir, então, que, se um avião supersônico que viaje a 3.600 km/h for iluminado por um desses flashes, ele, durante o flash, percorrerá uma distância menor do que o diâmetro de um de seus átomos.



resposta:
F F V V

origem:Unb-1998
tópico:
Mecanica

sub-grupo:Arquimedes

pergunta:Um namorado apaixonado resolveu presentear sua amada no Natal com um cordão de ouro. Sabendo de sua intenção, um colega de trabalho ofereceu-lhe a tão desejada jóia a um preço módico, naturalmente. Era bonita a peça, mas, desconfiado, o apaixonado resolveu testar sua autenticidade. Para isso, mediu o peso do cordão fora e dentro d água; a jóia pesava 0,1N no ar e 0,09N imersa em água. Considerando a situação descrita, as seguintes densidades: ouro - 20g / cm³, prata - 10g / cm³ e água - 1g / cm³, e que a aceleração da gravidade = 10m/s², julgue os itens seguintes.
(1) Se o cordão fosse de ouro puro, pesaria 0,095N quando imerso em água.
(2) O cordão poderia ser de prata pura e apenas dourado, porque 10g de prata ocupam exatamente o volume de 1 mØ.
(3) O cordão poderia ser constituído por uma mistura de ouro e de um metal de densidade superior à do ouro.
(4) A disparidade entre os pesos é explicada pelo princípio de Pascal e o mesmo resultado seria obtido usando-se qualquer líquido.



resposta:
F V F F

origem:Unb-1998
tópico:
Ondulatoria

sub-grupo:

pergunta:As ondas têm presença marcante na vida das pessoas. Elas ocorrem em conversas e músicas, na televisão e em ruídos diversos. Algumas ondas têm como característica necessidade de um meio material para se propagarem e, às vezes, são chamadas de ondas materiais, a exemplo do som e de uma onda se propagando em uma corda. Por outro lado, há também ondas que não precisam de um meio material, como, por exemplo , a radiação eletromagnética (luz). Contudo, em qualquer dos casos, a presença de um meio afeta bastante a propagação das ondas.
(1) O efeito chamado de difração somente ocorre com a luz.
(2) Se uma onda se propaga com velocidade v em uma corda, cada ponto dessa corda também se move com velocidade v.
(3) O movimento de cada ponto de uma corda, durante um movimento ondulatório, é harmônico.
(4) A velocidade de propagação de uma onda independente do meio.
(5) O efeito chamado de interferência somente ocorre com ondas materiais.



resposta:
F F V F F

origem:Unb-1998
tópico:
Ondulatoria

sub-grupo:

pergunta:Considere a situação em que uma onda se propaga do meio 1 para o meio 2, sendo que a velocidade de propagação v, no meio I, é maior que a velocidade de propagação v‚ no meio 2 . Representado por f³ a frequência da fonte e por  e ‚ os comprimentos de onda nos meios1 e 2, respectivamente, julgue os itens abaixo.
(1) Como v > v‚, então  > ‚.
(2) A frequência f³ é a mesma para ambos os meios.
(3) Um pulso propagando do meio 1 para o meio 2 é parcialmente refletido na junção dos dois meios.
(4) Ao se propagar do meio 2 para o meio 1, a luz jamais sofrerá reflexão total.
(5) O fato de as ondas quebrarem na praia não está relacionado com a variação da profundidade do mar.



resposta:
V V V F F

origem:Unb-1998
tópico:
Mecanica

sub-grupo:Gravitação

pergunta:Considerando que um satélite de massa M esteja em órbita circular a uma distância D da superfície da Terra, julgue os itens a seguir.

imagem não disponivel


(1) Em módulo, a força centrípeta necessária para manter a órbita do satélite é igual à força gravitacional.
(2) Se um segundo satélite de massa igual a 2m for colocado na mesma órbita do primeiro, então sua aceleração centrípeta será duas vezes maior.
(3) Se o raio da órbita do satélite for reduzido para 64% do seu valor inicial, então a sua velocidade tangencial aumentará em 25%.
(4) O gráfico acima representa o comportamento da velocidade tangencial v em função de D.


resposta:
V F V F

origem:Unb-1998
tópico:
Eletricidade

sub-grupo:

pergunta:Um sistema de lâmpada pisca-pisca, daqueles usados em árvores de Natal, é composto de cinco conjuntos de 20 lâmpadas cada um, ligadas em série, sendo que o arranjo é montado de tal forma que os cinco conjuntos são ligados em paralelo à rede de 220 V. As lâmpadas de cada conjunto possuem filamentos idênticos, mas uma delas contém um elemento bimetálico - duas chapinhas de metais diferentes, latão e aço, soldadas uma à outra - que, ao ser aquecido durante a passagem de corrente elétrica, curva-se, funcionando como interruptor e fazendo com que as lâmpadas do conjunto se apaguem. Isso ocorre devido à diferença entre os coeficientes de dilatação linear dos dois metais. A figura abaixo ilustra uma dessas lâmpadas especiais em um instante no qual o filamento é percorrido pela corrente i.

imagem não disponivel


Sabendo que cada conjunto de lâmpada consome 2,2 W e que o coeficiente de dilatação linear do latão é 70% maior do que o do aço, julgue os itens a seguir.
(1) Quando todas as lâmpadas de um conjunto estão acesas, a corrente elétrica que as percorre é igual a 10 mA.
(2) Quando todas as lâmpadas estão ligadas simultaneamente, a resistência total do sistema de lâmpadas é inferior a 5k².
(3) Supondo que um defeito provoque uma diferença de potencial nula nos terminais do filamento de uma lâmpada de um conjunto e que as outras 19 permaneçam acesas, é correto concluir que a diferença de potencial nos terminais do filamento de uma dessas lâmpadas acesas será igual a 19/20 x 220V.
(4) De acordo com a figura, a chapa 2 é de latão.
(5) Se o latão tivesse coeficiente de dilatação linear 50% maior do que o aço, então as lâmpadas do conjunto permaneceriam acesas por mais tempo em cada ciclo.


resposta:
V V F F V

origem:Unb-1998
tópico:
Ondulatoria

sub-grupo:

pergunta:Um indivíduo percebe que o som da buzina de um carro muda de tom à medida que o veículo se aproxima ou se afasta dele. Na aproximação, a sensação é de que o som é mais agudo, no afastamento, mais grave. Esse fenômeno é conhecido em Física como efeito Doppler. Considerando a situação descrita, julgue os itens que se seguem.
(1) As variações na totalidade do som da buzina percebidas pelo indivíduo devem-se a variações da frequência da fonte sonora.
(2) Quando o automóvel se afasta, o número de cristas de onda por segundo que chegam ao ouvido do indivíduo é maior.
(3) Se uma pessoa estiver se movendo com o mesmo vetor velocidade do automóvel, não mais terá a sensação de que o som muda de totalidade.
(4) Observa-se o efeito Doppler apenas para ondas que se propagam em meios materiais.



resposta:
F F V F

origem:Unb-1998
tópico:
Mecanica

sub-grupo:

pergunta:Um motorista cuidadoso trafegava na L2 Norte, na altura da UnB, a 60 km/h, como estabelece a legislação de trânsito, quando viu acender a luz de advertência do semáforo, momento em que pressionou suavemente os freios, de forma a imprimir uma desaceleração constante no seu veículo de 1.500 kg. Decorridos 5s, o carro encontrava-se a 20 km/h, instantes em que o motorista viu, pelo espelho retrovisor, um outro veículo se aproximando em velocidade alta e constante. Temeroso de ser abalroado por trás, acelerou o seu carro e, em 2s, retornou à velocidade anterior e ultrapassou o semáforo ainda com a luz amarela. O outro veículo apesar de trafegar com maior velocidade, ultrapassou o semáforo com a luz vermelha, sendo condutor, por isso, multado por um policial que se encontrava no local munido de um radar. O policial esboçou no gráfico representado abaixo a evolução das acelerações e velocidades dos dois veículos.

imagem não disponivel


Com relação ao gráfico apresentado, julgue os itens abaixo.
(1) n corresponde à declividade do segmento de reta que une os pontos de coordenadas (t³, b) e (t, a).
(2) c é a aceleração do veículo conduzido pelo motorista imprudente.
(3) Entre os instantes t³ e t‚ o motorista cuidadoso percorreu uma distância superior a 75m.
(4) O produto m x (t‚ - t) corresponde à variação de velocidade do motorista prudente no intervalo de tempo entre t e t‚.


resposta:
V F V V

origem:Unb-1998
tópico:
Mecanica

sub-grupo:

pergunta:Um motorista cuidadoso trafegava na L2 Norte, na altura da UnB, a 60 km/h, como estabelece a legislação de trânsito, quando viu acender a luz de advertência do semáforo, momento em que pressionou suavemente os freios, de forma a imprimir uma desaceleração constante no seu veículo de 1.500 kg. Decorridos 5s, o carro encontrava-se a 20 km/h, instantes em que o motorista viu, pelo espelho retrovisor, um outro veículo se aproximando em velocidade alta e constante. Temeroso de ser abalroado por trás, acelerou o seu carro e, em 2s, retornou à velocidade anterior e ultrapassou o semáforo ainda com a luz amarela. O outro veículo apesar de trafegar com maior velocidade, ultrapassou o semáforo com a luz vermelha, sendo condutor, por isso, multado por um policial que se encontrava no local munido de um radar. O policial esboçou no gráfico representado abaixo a evolução das acelerações e velocidades dos dois veículos.

imagem não disponivel


Com base na situação descrita, julgue os itens a seguir, relativos ao veículo do motorista prudente.
(1) A ação dos freios imprimiu ao veículo uma aceleração negativa de aproximadamente 2,2m/s².
(2) O vetor aceleração do veículo é o mesmo durante o período em que sua velocidade se reduz de 60 km/h para 20 km/h e durante o período em que ela aumenta de 20 km/h para 60km/h.
(3) A força aplicada pelo sistema de freios necessária para desacelerar o veículo foi inferior a 1.000 N.
(4) Se o motorista estivesse trafegando a 54 km/h e colidisse frontalmente com um muro de concreto, seu veículo exerceria no muro uma força superior à que exerceria no solo se caísse de uma altura de 11 m.


resposta:
V F F V

origem:Unb-1998
tópico:
Fisica

sub-grupo:

pergunta:Aprende-se em aulas de educação física que, ao se saltar, é fundamental flexionar as pernas para amenizar o impacto no solo e evitar danos à coluna vertebral, que possui certo grau de flexibilidade. No caso de uma queda em pé, com as pernas esticadas, uma pessoa pode chegar a ter, no estado de maior compressão da coluna, a sua altura diminuída em até 3 cm. Nesse caso, o esqueleto da pessoa, com a velocidade adquirida durante a queda, desacelera bruscamente no espaço máximo de 3 cm. Supondo que uma pessoa de 70 kg caia de um degrau de 0,5 m de altura, atingindo o solo em pé, com as pernas esticadas e recebendo todo o impacto diretamente sobre o calcanhar e a coluna, julgue os itens seguintes.
(1) No instante em que a pessoa deixa o degrau, a variação do seu momento linear é produzida pela força peso.
(2) Durante o impacto, a força de compressão média a que a coluna está sujeita é momentaneamente superior ao peso correspondente à massa de 1 tonelada.
(3) Em módulo, a força de compressão da coluna é igual à força que o solo exerce nos pés da pessoa.
(4) Se flexionase as pernas, a pessoa aumentaria o espaço de desaceleração, diminuindo, portanto, o impacto do choque com o solo.



resposta:
V V V V

origem:Unb-1998
tópico:
Mecanica

sub-grupo:

pergunta:Calcule a razão m/m‚ das massas dos blocos para que, em qualquer posição, o sistema sem atrito representado na figura abaixo esteja sempre em equilíbrio. Multiplique o valor calculado por 10 e despreze a parte fracionária de seu resultado, caso exista.


resposta:
m/m‚ = 1,66
Resposta = 16

origem:Unb-1998
tópico:
Fisica

sub-grupo:

pergunta:No diagrama adiante, a energia interna do sistema, em J, é dada por U = 10 + 2PV, em que P é a pressão, em Pa, e V, o volume, em m³.

imagem não disponivel


Calcule, em joules, a quantidade de calor envolvida no processo AC, desprezando a parte fracionária de seu resultado, caso exista.


resposta:
9 joules

 


Próxima Página »

Página 1 de 9