Banco de dados de questões do vestibular Fuvest-1997 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|
 

Questões Fuvest-1997

REF. Pergunta/Resposta
origem:Fuvest
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Fontes de Energia

pergunta:Na legenda do gráfico a seguir, os algarismos correspondentes às fontes de energia não renováveis são:
(imagem abaixo)

1 - Industrial
2 - Transportes
3 - Residencial
4 - Comercial
5 - Agropecuária

a) I e II
b) I e V
c) III e I
d) III e IV
e) V e II


resposta:
[A]

origem:Fuvest
tópico:
Territorio-Brasileiro

sub-grupo:Clima Brasil

pergunta:A observação dos mapas do Estado de São Paulo permite afirmar que, de modo geral, as temperaturas decrescem
(imagem abaixo)

a) de sudeste para noroeste sem grandes oscilações, exceto no Vale do Paraíba, sempre mais frio que o restante do Estado.
b) de oeste para leste com acentuada queda das temperaturas ao sul do trópico de Capricórnio.
c) de oeste para leste, excetuando-se o centro, onde há permanentemente uma "ilha" de temperaturas mais elevadas.
d) de leste para oeste, excetuando-se o noroeste onde as temperaturas são sempre superiores às das demais áreas.
e) de noroeste para sudeste, interrompida pela nítida queda de temperatura nas terras elevadas do planalto Atlântico.


resposta:
[E]

origem:Fuvest
tópico:
Territorios-Internacionais

sub-grupo:Clima Intenacional

pergunta:A partir de seus conhecimentos sobre projeções cartográficas e analisando a que foi utilizada no mapa a seguir, você pode inferir que se trata da projeção
(imagem abaixo)

a) de Mercator, adequada para estabelecer a direção das rotas comerciais marítimas.
b) polar, adequada para representações geoestratégicas e geopolíticas.
c) de Peters, adequada para representar a área dos continentes, sem deformações.
d) cilíndrica, adequada para a representação centrada nas regiões polares.
e) cônica, adequada para representar as regiões de latitudes médias.


resposta:
[B]

origem:Fuvest
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Politica Econômica

pergunta:O Indicador de Desenvolvimento Humano (IDH) vem substituindo o Produto Interno Bruto por habitante (PIB/hab) como parâmetro mais adequado para avaliar o nível médio de prosperidade e bem-estar da população de um país. O IDH leva em conta o PIB/hab, corrigido pela diferença do poder de compra em cada país, e os respectivos níveis médios de instrução e saúde. A tabela mostra, para alguns países da OPEP, sua posição na classificação, feita em ordem decrescente, de cada um desses indicadores.
(imagem abaixo)

Analisando-a e usando conhecimentos gerais sobre a geografia desses países, é possível afirmar que as diferenças sistemáticas entre as duas classificações têm como origem comum
a) o fracasso da OPEP em conseguir um preço justo para o petróleo bruto no mercado internacional.
b) uma elevada densidade demográfica que dificulta um atendimento satisfatório aos problemas de saúde e instrução.
c) a submissão ao poder dos grupos transnacionais que controlam a comercialização do petróleo.
d) uma estrutura socioeconômica arcaica que, privilegiando a concentração de renda, agrava as desigualdades sociais.
e) a ocorrência de grandes extensões desérticas, impróprias para a agricultura e pecuária.


resposta:
[D]

origem:Fuvest
tópico:
Economia-Brasil

sub-grupo:Extrativismo Mineral

pergunta:No esquema a seguir, X e Y são, respectivamente,
(imagem abaixo)

a) manganês e bauxita.
b) manganês e cobre.
c) cobre e cassiterita.
d) ferro e cassiterita.
e) ferro e bauxita.


resposta:
[E]

origem:Fuvest
tópico:
Geografia-Humana

sub-grupo:População Brasileira

pergunta:Analisando as questões abordadas no poema a seguir, pode-se afirmar que no Brasil, nas três últimas décadas,

João saiu com a família
num desespero sem nome.
Ele, os filhos e Maria
estavam mortos de fome.
Que destino tomaria?
Onde iria trabalhar?
E à sua volta ele via
terra e mais terra vazia,
milho e cana a verdejar.
(Ferreira Gullar. 1962)

a) vem aumentando, gradativamente, a ocupação pelo Governo Federal de latifúndios improdutivos e terras devolutas para a produção de álcool e alimentos para o consumo interno.
b) diminuíram, em freqüência e intensidade, as oposições entre terras de negócio e terras de trabalho na Amazônia e no Centro-Sul, graças aos assentamentos realizados pelo INCRA.
c) reduziram-se as migrações sazonais, permanecendo apenas os "corumbas" que, na época das colheitas, se deslocam da Zona da Mata para o Agreste.
d) diminuíram a fome e o desemprego no campo, devido à expansão da produção de alimentos para a população e de matérias primas para as indústrias.
e) intensificou-se o êxodo rural, em decorrência da maior concentração da propriedade fundiária e das transformações nas relações de trabalho no campo.



resposta:
[E]

origem:Fuvest
tópico:
Territorio-Brasileiro

sub-grupo:Clima Brasil

pergunta:Refletindo sobre o desenho a seguir, em uma área Tropical, podemos inferir que:
(imagem abaixo)

a) em matas e bosques, a grande oscilação diuturna da temperatura mantém as nuvens baixas, fazendo com que chova mais.
b) em áreas com escassa cobertura vegetal, o ar frio e seco empurra as nuvens para cima, fazendo com que chova menos.
c) o ar mais úmido e quente sobre as matas e bosques ocasiona maior regularidade pluviométrica.
d) as pequenas amplitudes térmicas sobre as plantações produzem uma camada estacionária de ar úmido, impedindo a presença de nuvens baixas.
e) em áreas com abundante cobertura vegetal, o ar mais frio e rarefeito facilita a descida das nuvens mais pesadas.


resposta:
[C]

origem:Fuvest
tópico:
Territorios-Internacionais

sub-grupo:Vegetação Internacional

pergunta:Indique a alternativa que NÃO DESCREVE corretamente uma característica das florestas tropicais úmidas.
a) Apresentam a maior biodiversidade dos biomas terrestres.
b) Ocupam áreas de solos com alto teor de nutrientes minerais.
c) Representam cerca de 40% de toda a fitomassa terrestre.
d) A polinização é predominantemente feita por animais e não pelo vento.
e) São perenes, mas com uma grande e contínua reciclagem de sua biomassa.



resposta:
[B]

origem:Fuvest
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Agropecuária

pergunta:Os desmatamentos, as queimadas, o estabelecimento da agropecuária extensiva ou da agricultura itinerante, seguidos pela lixiviação dos solos, podem acarretar, nas zonas tropicais,
a) a exposição de lateritas ou crostas ferruginosas.
b) a alteração da fertilidade dos solos podzóis.
c) a concentração excessiva de fosfatos nos tchernozions.
d) o empobrecimento dos solos de pradarias.
e) o aumento do latossolo nas regiões semi-áridas.



resposta:
[A]

origem:Fuvest
tópico:
Economia-Brasil

sub-grupo:Política Econômico

pergunta:O II Plano Nacional de Desenvolvimento criou, na década de 70, os chamados "pólos regionais". Um deles, o Polamazônia, implicava carrear recursos e viabilizar projetos destinados a áreas específicas, privilegiando
a) o setor de indústrias de base e a infra-estrutura urbana.
b) a redução das disparidades regionais, atendendo as áreas de maior pobreza.
c) os setores agropecuário e mineral.
d) a construção de hidrovias e a ampliação do sistema rodoviário.
e) a demarcação das terras indígenas e das reservas extrativistas.



resposta:
[C]

origem:Fuvest
tópico:
Territorios-Internacionais

sub-grupo:Hidrografia Internacional

pergunta:A existência de extensas áreas secas localizadas nas costas ocidentais dos continentes em latitudes vizinhas a ambos os trópicos é determinada, essencialmente, pela
a) dinâmica atmosférica controlada pela zona de convergência intertropical.
b) presença de áreas de baixa pressão atmosférica.
c) alternância entre massas polares e equatoriais em tais latitudes.
d) presença de correntes marítimas quentes ao longo dos litorais.
e) presença de correntes marítimas frias ao longo dos litorais.



resposta:
[E]

origem:Fuvest
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:

pergunta:A rígida divisão do trabalho do taylorismo e a procura de mão-de-obra barata e de mercados nacionais estão cedendo lugar às novas necessidades industriais do capitalismo detectadas, a partir da década de 70, nos países do Norte.
A figura a seguir ilustra essa nova maneira de produzir, que privilegia
(imagem abaixo)

a) as alianças empresariais, restritas ao interior de blocos regionais, mas disputando a hegemonia sobre mercados supranacionais.
b) a economia de redes transnacionais multiplicando as trocas entre o mundo da tecnologia, das indústrias e dos serviços.
c) a ação de multinacionais que competindo pelo domínio da tecnologia, colocam os mercados nacionais acima dos imperativos da globalização.
d) o papel da mídia, padronizando as informações e criando necessidades de consumo de novos produtos industriais.
e) a modernização da linha de montagem do Fordismo, possibilitando a complexa ampliação da produção e do consumo em massa.


resposta:
[B]

 


Próxima Página »

Página 1 de 3