Banco de dados de questões do vestibular Puccamp-1993 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|
 

Questões Puccamp-1993

REF. Pergunta/Resposta
origem:Puccamp
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Politica Econômica

pergunta:"Hoje, a expectativa de vida do Harlem é menor do que a de um país como Bangladesh...
As políticas de impostos do governo, na atualidade, transformaram os Estados Unidos em uma nação em que os 4% mais ricos (3,8 milhões e suas famílias) ganharam em 1989 tanto quanto 51% dos trabalhadores mais pobres (49,2 milhões e suas famílias)."

O texto extraído e adaptado de um jornal de São Paulo mostra fatos da situação social dos Estados Unidos, onde
a) a política neoliberal vem tomando medidas que têm como princípios fundamentais a menor presença do Estado, o maior peso do mercado e a menor carga tributária na vida da população.
b) o liberalismo, afirmado pelo "salve-se quem puder", faz o capitalismo concorrencial voltar à tona, faz pequenas empresas desaparecerem, e faz do desequilíbrio social uma questão revolucionária.
c) as medidas socializantes, que sempre coexistiram no interior do capitalismo e que, de certa forma, promoviam um melhor padrão de vida para todos, vêm paulatinamente desaparecendo.
d) a tendência que se verifica é a de que os problemas econômicos agravem-se, enquanto Bangladesh pode resolvê-los a curto prazo.
e) as conseqüências dos projetos políticos dos últimos governos, que devastaram a economia neoliberalista, provocaram uma tendência de reversão desse quadro com o novo governo do País.



resposta:
[A]

origem:Puccamp
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Extrativismo Mineral

pergunta:Considere:

I. "A década de 50 foi marcada pela descolonização e pela emergência dos movimentos nacionalistas em todo o mundo subdesenvolvido. A idéia de que nações independentes possuíam direitos inalienáveis sobre os seus próprios recursos naturais ganhava força."
II. "Os países produtores de petróleo formaram um cartel com o objetivo de estabelecer uma política de preços comuns e de cotas de produção que impedissem a superprodução."

O texto I
a) relaciona-se com o II, porque o contexto político da época permitiu que países subdesenvolvidos pudessem se organizar e melhorar suas condições sociais.
b) não se relaciona com o II, pois a formação do cartel foi muito posterior (década de 70), quando a conjuntura política e econômica mundial já era completamente diferente.
c) não se relaciona com o II, pois o cartel petrolífero foi organizado bem antes da década de 50, durante a Segunda Guerra Mundial.
d) relaciona-se com o II, pois o cartel deu ao mundo um exemplo de como colocar definitivamente em xeque nações poderosas como os Estados Unidos e países da Europa Ocidental.
e) relaciona-se com o II, pois o I aponta para certas condições mundiais que permitiram a instituição da Organização dos Países Exportadores de Petróleo - OPEP.



resposta:
[E]

origem:Puccamp
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Indústrias

pergunta:"Na América Latina, países como o Brasil, o México, a Argentina e o Chile deflagraram processos industriais antes da Segunda Guerra Mundial, baseados no desenvolvimento do mercado interno (substituição de importações) e, mais tarde, em estímulos à indústria de base. No leste asiático, os pequenos dragões ou tigres asiáticos ingressaram na industrialização pós-guerra, utilizando como modelo a exportação de bens de consumo de baixo investimento tecnológico, orientado para o mercado dos países desenvolvidos."

Refletindo para além do texto, pode-se afirmar que os países subdesenvolvidos
a) mencionados, industrializaram-se em momentos diferentes da história do capitalismo, embora com caminhos diferentes, vêm, aos poucos, superando a situação de pobreza econômica e social.
b) mencionados, podem servir como modelos para todos os demais que desejarem sair da condição de subdesenvolvimento, pois o caminho é a industrialização.
c) mencionados, não tiveram na industrialização o caminho para a superação de seus problemas sociais, uma vez que são, todos eles, países dependentes política, econômica e tecnologicamente.
d) podem, de modo geral, seguindo o exemplo dos chamados "tigres da Ásia", tornarem-se desenvolvidos, distanciando-se do tipo de industrialização latino-americana.
e) não mencionados, vêm conhecendo processos mais recentes de industrialização, o que a prazos maiores ou menores, os levarão a superar suas condições de pobreza econômica e social.



resposta:
[C]

origem:Puccamp
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Agropecuária

pergunta:"Na República Centro-Africana, em Boio, um grupo de camponeses decidiu produzir arroz em vez de apenas algodão. Não nos alimentamos de algodão , diziam eles. Tudo parecia ir bem em 1981, o excedente comercializável chegou a 45 toneladas e ainda dobrou no ano seguinte. Naquele ano, um país rico ofereceu a preços mais baixos 2500 toneladas de arroz, mais do que o consumo anual do próprio País e, assim, os comerciantes da cidade não quiseram mais comprar arroz dos camponeses de Boio, o que os levou a não plantar mais esse cereal."

A leitura do texto nos leva a afirmar que os países ricos
a) sempre auxiliam os países que têm dificuldades na alimentação de seus povos, mas o desconhecimento da realidade desses países pode, em determinados momentos, mais atrapalhar que ajudar.
b) com suas empresas e seus grandes bancos direcionam a vida dos países pobres, exemplificando o texto apenas uma das muitas situações de interferência e controle dos países ricos sobre eles.
c) auxiliam os países pobres sempre nos momentos de grande convulsão social e o caso de Boio revela uma situação muito particularizada, sem nenhuma significação para quem quer entender as relações entre os dois conjuntos de países.
d) ajudam com alimentos os países pobres, pois com a modernização da agricultura, conhecem grandes excedentes agrícolas e essa ajuda concorre para manter os preços no mercado dos países produtores.
e) com essa "caridade" alimentar permanente organizam os mercados consumidores dos países pobres e facilitam, de modo geral, a diversificação da produção interna de cereais e de outros alimentos.



resposta:
[B]

origem:Puccamp
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Agropecuária

pergunta:"As safras chinesas são grandes mas as vantagens climáticas não são constantes, devido à existência dos ciclos climáticos - anos secos e anos muito chuvosos. Tais condições precisaram e precisam ser constantemente controladas, pois milhões de vidas humanas, plantações e rebanhos, de tempos em tempos, vêem-se ameaçados pelas secas ou pelas inundações."

O texto se reporta principalmente
a) aos maciços montanhosos do Tibet, no oeste do País, onde as populações camponesas dos vales sofrem com a seca durante a monção de inverno ou com o degelo das geleiras na monção de verão.
b) à região de Sinkiang, no oeste do País, onde predomina um clima frio e desértico, quase siberiano e o degelo das neves no verão é violento, havendo grandes obras hidráulicas para o controle das águas.
c) à porção centro-ocidental onde, apesar do rigor climático, os solos de loess são muito férteis e a necessidade de grande quantidade de alimentos faz com que a população plante intensivamente cereais, mesmo conhecendo os riscos.
d) à porção sudeste da China, a principal área de cultivo do arroz, muito sujeita às oscilações climáticas, sem que trabalhos hidráulicos tenham sido realizados para controlar o excesso e a escassez da água.
e) à parte leste da China, área de grande ação das monções, com plantações intensivas de cereais, onde o controle da água vem sendo feito desde a Antiguidade ate os nossos dias.



resposta:
[E]

origem:Puccamp
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:Extrativismo Mineral

pergunta:"São necessárias de 4 a 6 toneladas de bauxita para produzir 2 toneladas de alumina, da qual se extrai apenas uma tonelada de alumínio. Para essa produção há necessidade de grande consumo de energia elétrica. Temos a informação de que uma usina pequena, com produção de 100.000 ton./ano, consome mais eletricidade do que uma cidade do porte de Belo Horizonte."

Condizente com o texto anterior, pode-se afirmar que a grande produção de alumínio, hoje, está
a) junto às jazidas de bauxita, pois os grandes produtores do minério são também grandes produtores de hidreletricidade, a exemplo do Canadá e Estados Unidos.
b) junto às jazidas de bauxita, onde devem estar as usinas que produzem alumina para, a seguir, ser exportada para os países fortemente industrializados, pois esse processo não exige grande quantidade de energia elétrica.
c) nos países industrializados, como Estados Unidos, ex-União Soviética, Canadá e Alemanha, que são grandes produtores de energia elétrica e importadores de alumina e bauxita.
d) nos países industrializados como Brasil, Austrália, África do Sul, que além de serem os grandes produtores de bauxita são também grandes produtores de hidreletricidade por terem climas úmidos e grandes extensões de relevo planáltico.
e) em países diversificados, pois o grande comando da localização industrial de hoje está atrelado ao capital, não importando em nada onde esteja a matéria-prima ou a energia elétrica, e sim unicamente onde está o capital do empreendimento.



resposta:
[C]

origem:Puccamp
tópico:
Economia-Brasil

sub-grupo:Fontes de Energia

pergunta:Assinale a alternativa que apresenta corretamente uma afirmação sobre as fontes primárias e o consumo de energia no Brasil.
a) Apesar de ter diminuído sua participação relativa no conjunto do consumo energético do Brasil, a lenha continua sendo de uso muito difundido, especialmente no setor doméstico, e ainda utilizada na indústria siderúrgica.
b) Na última década cresceu significativamente a participação da plataforma continental na produção de petróleo bruto. No entanto, bem mais da metade do consumo do país é importado dos países da OPEP.
c) A produção de energia elétrica de origem hidráulica depende mais das condições naturais do que do desenvolvimento econômico e está equitativamente distribuída pelas regiões chuvosas e planálticas do território brasileiro.
d) A produção de petróleo bruto da área continental continua a ser bem maior que a produção da plataforma submarina, mas em breve a tendência é a de inversão dessa situação.
e) Usinas siderúrgicas integrantes do "Projeto Carajás" importam maciçamente carvão metalúrgico e utilizam a eletrosiderurgia para evitar a destruição das florestas nativas.



resposta:
[A]

origem:Puccamp
tópico:
Questoes-ambientais-geral

sub-grupo:Biodiversidade

pergunta:"Os princípios ecológicos como a conservação ambiental e o manejo cuidadoso dos recursos naturais continuam sendo básicos para a reprodução das sociedades."

Assinale a alternativa que apresenta a conceituação mais ABRANGENTE para a conservação ambiental.
a) A luta contra a poluição gerada pela industrialização com vistas à substituição de importações.
b) A proteção ao verde independentemente da realidade social existente.
c) A garantia de sustentação das atividades econômicas baseada na criação e venda de equipamentos anti-poluição.
d) A busca de uma relação harmoniosa dos homens com a natureza e entre si mesmos.
e) A tentativa de redefinição das políticas industriais fortemente concentradoras de capital e renda.



resposta:
[D]

origem:Puccamp
tópico:
Territorio-Brasileiro

sub-grupo:Relevo Brasil

pergunta:Os elementos que mais explicam os domínios morfoclimáticos são o clima e o relevo; eles são praticamente a causa dos demais, embora sejam por eles também influenciados. Mas justamente por ser o elemento mais frágil e dependente, a vegetação constitui-se numa espécie de síntese das paisagens naturais. No Brasil, dois domínios morfoclimáticos já perderam praticamente toda a cobertura vegetal primitiva e portanto estão mais vulneráveis às rápidas alterações. São eles os domínios
a) das Caatingas e das Pradarias.
b) Amazônico e do Cerrado.
c) dos "Mares de Morros" e da Araucária.
d) do Cerrado e da Araucária.
e) das Caatingas e dos "Mares de Morros".



resposta:
[C]

origem:Puccamp
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:

pergunta:Desde o seu nascimento, em 1991, o MERCOSUL apresenta diferenças sensíveis em relação às antigas associações latino-americanas, pois amplia e diversifica o conceito de "integração", identificado, nos tempos da ALALC, como a constituição de uma zona de livre comércio e, já na fase da ALADI, como a criação progressiva de uma área de preferências comerciais. A atual concepção de integração, vigente no MERCOSUL, abrange
a) a redução das diferenças socioeconômicas entre todos os países da América do Sul a partir da influência dos países membros.
b) uma política defensiva dos países membros capaz de promover a substituição das importações oriundas dos países do hemisfério norte por produtos regionais similares.
c) a auto-suficiência dos países membros, de modo a reduzir a dependência tecnológica em relação às grandes corporações multinacionais.
d) a criação de acordos voltados para a complementação econômica entre os países membros, de modo a produzir, inclusive, um aumento de sua competitividade em nível internacional.
e) a criação de bases políticas sólidas nos setores agrícola e energético, de modo a garantir o pleno atendimento das necessidades internas dos países membros.



resposta:
[D]

origem:Puccamp
tópico:
Regioes-Brasileiras

sub-grupo:Brasil - Região Nordeste

pergunta:Considere os seguintes textos:

I. "As estradas que levam aos portos de Mossoró Areia Branca e Macau estão cheias de retirantes, que vão se arrastando, fugindo do calvário da sua miséria, havendo, entre esses, muitas vítimas que caem inanimadas por não suportarem as fadigas e a duração da viagem."
(Jornal "A República", Rio Grande do Norte, setembro de 1903.)

II. "Metade dos municípios do Nordeste - 51,7% - está em situação emergencial por causa da seca. São 8,7 milhões de pessoas nessas áreas em estado crítico, segundo relatório da Secretaria Nacional da Defesa Civil."
(Jornal "Folha de São Paulo", novembro de 1992.)

A leitura dos dois textos e seus conhecimentos sobre a realidade nordestina permitem afirmar que
a) o agravamento da seca no Nordeste é cíclico e as pesquisas federais revelam que o problema limita-se à irregularidade das chuvas e vem sendo reduzido ano a ano.
b) no início do século os problemas relacionados à seca eram muito mais graves, pois não havia ainda a ajuda governamental e a concentração das terras era muito grande.
c) a perpetuação do problema da falta de água no Nordeste tem a dupla finalidade de preservar o clientelismo e mascarar um grande problema da Região que é a má distribuição das terras.
d) o número crescente de áreas irrigadas tem permitido hoje evitar o êxodo forçado do sertanejo, como acontecia com maior freqüência no início do século.
e) atualmente o problema das secas é enfrentado com muito mais seriedade que no início do século, sendo prova disto a distribuição de "cestas básicas" e a perfuração de poços nas zonas mais afetadas.



resposta:
[C]

origem:Puccamp
tópico:
Territorio-Brasileiro

sub-grupo:Clima Brasil

pergunta:Assinale a alternativa que MELHOR sintetiza o comportamento das massas de ar na Amazônia brasileira.
a) VERÃO - Domínio de massa de ar Tropical Atlântica, quente e úmida, que provoca instabilidades pelo forte aquecimento vespertino.
INVERNO - Domínio da massa de ar Tropical Atlântica quente e pouco úmida. Há o resfriamento noturno com orvalho e nevoeiros.
b) VERÃO - A massa de ar Equatorial Continental provoca muito calor, chuvas e instabilidades atmosféricas.
INVERNO - Domínio da massa de ar Tropical Atlântica muito estável que propicia semanas inteiras de céu claro e azul.
c) VERÃO - A massa de ar Tropical Continental com seus ventos de Noroeste produz um grande aquecimento e fortes aguaceiros.
INVERNO - A massa de ar Equatorial Atlântica, quente e pouco úmida, pode ceder lugar à Frente Polar Atlântica que ocasiona curtas "friagens".
d) VERÃO - Domínio da massa de ar Equatorial Atlântica, quente e úmida, que provoca aquecimento e chuvas rápidas e torrenciais.
INVERNO - Domínio da massa de ar Tropical Continental que provoca mau tempo com forte nebulosidade e chuvas abundantes.
e) VERÃO - Domínio da massa de ar Equatorial Continental, quente e úmida com freqüente presença da CIT que provoca instabilidades e chuvas.
INVERNO - Domínio da massa de ar Equatorial Continental com possibilidade de curtas penetrações da massa de ar Polar Atlântica que provoca a "friagem".



resposta:
[E]

 


Próxima Página »

Página 1 de 2