Banco de dados de questões do vestibular Ufrj
questões de vestibulares
|

 

Questões Ufrj

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufrj-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:"Restituídas as capitanias de Pernambuco ao domínio de Sua Majestade, livres já dos inimigos que de fora as vieram conquistar, sendo poderosas as nossas armas para sacudir o inimigo, que tantos anos nos oprimiu, nunca foram capazes para destruir o contrário, que das portas adentro nos infestou, não sendo menores os danos destes do que tinham sido as hostilidades daqueles." (Relação das Guerras feitas aos Palmares de Pernambuco no tempo do Governador D. Pedro de Almeida, de 1675 a 1678 citado por CARNEIRO, Edson: "Quilombo dos Palmares". São Paulo, CEN, Col. Brasiliana, v. 302, 1958, 2 ed.) O texto faz referência tanto às invasões holandesas ("... dos inimigos que de fora as vieram conquistar") quanto ao quilombo de Palmares ("...o contrário, que das portas adentro nos infestou"). O quilombo de Palmares, núcleo de rebeldia escrava no Nordeste brasileiro, alcançou considerável crescimento durante o período de ocupação holandesa em Pernambuco. Mesmo após a expulsão dos invasores estrangeiros pela população local, o quilombo resistiu a inúmeros ataques de tropas governistas.
a) Apresente uma razão para a ocupação holandesa do Nordeste brasileiro.
b) Explique, com base em um argumento, a longa duração de Palmares.



resposta:


origem:Ufrj-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:Independência dos Estados Unidos

pergunta:"... O sangue dos que foram chacinados, a voz lamentosa da natureza grita é hora de nos separarmos. Mesmo a distância que Deus colocou a Inglaterra e a América, é uma prova forte e natural de que a autoridade de uma sobre a outra não era a vontade dos céus... UM GOVERNO NOSSO É UM DIREITO NOSSO... Portanto, que é que queremos? Por que hesitamos? Da parte da Inglaterra não esperamos nada, a não ser a ruína... nada pode resolver nossa situação tão rapidamente quanto uma Declaração de Independência, aberta e feita com determinação." (Panfleto de Thomas Paine intitulado Bom Senso, de 10 de janeiro de 1776, citado por HUBERMAN, Leo: "História da Riqueza dos EUA [Nós, o povo]", São Paulo, Ed. Brasiliense, 3. Ed., 1983, pp. 63-4.) O documento anterior expressa algumas das idéias que, pouco mais tarde, estariam contidas na Declaração de Independência das Treze Colônias da América do Norte.
a) Apresente dois fatores que tenham contribuído para a independência das Treze Colônias.
b) Relacione a frase "Um governo nosso é um direito nosso" com as idéias que fundamentaram o processo de independência das Treze Colônias.



resposta:
a) O descontentamento das colônias pois a metrópole cobrava altíssimos impostos, abusava de seu poder perante as treze colônias além da necessidade de possuir uma autonomia sobre a economia.
b)O ideal de construir uma colônia autônoma, sem intervenção de nenhum Estado na sua política nem em sua economia,uma verdadeira colônia independente.

origem:Ufrj-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:Revolução Industrial

pergunta:"Povo:... Que trabalho você executa na sociedade? Classe Privilegiada: Nenhum: não fomos feitos para trabalhar. Povo: Como então vocês adquiriram sua riqueza? Classe Privilegiada: Assumindo a tarefa de governar vocês. Povo: Governar a nós!... Nós nos esgotamos e vocês se divertem; nós produzimos e vocês dissipam; a riqueza flui de nós e vocês a absorvem. Homens privilegiados, classe distinta do povo, formem uma nação à parte e governem-se a si mesmos." (Volney. Ruínas. séc. XVIII. Citado por THOMPSON, E.P. "A formação da classe operária inglesa". Vol. I, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987). A Revolução Industrial não se limitou a um conjunto de transformações técnicas e tecnológicas aplicadas ao processo de produção de mercadorias. Há uma outra dimensão, de caráter social, que proporcionou, entre outras coisas, a formação da classe operária em sua relação com a classe proprietária dos meios de produção, a burguesia.
a) Cite dois fatores que possibilitaram a Revolução Industrial na Inglaterra no século XVIII.
b) Explique de que maneira a Revolução Industrial contribuiu para a consolidação da divisão entre capital e trabalho.



resposta:


origem:Ufrj-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:CARTA DA TERRA "Um dia a vida surgiu na terra. A terra tinha com a vida um cordão umbilical. A vida e a terra. A terra era grande e a vida pequena. Inicial. A vida foi crescendo e a terra ficando menor, não pequena. Cercada, a terra virou coisa de alguém, não de todos, não comum. Virou a sorte de alguns e a desgraça de tantos. Na história foi tema de revoltas, revoluções, transformações. A terra e a cerca. A terra e o grande proprietário. A terra e o sem terra. E a morte. Muitas reformas se fizeram para dividir a terra, para torná-la de muitos e, quem sabe, até de todas as pessoas. Mas isso não aconteceu em todos os lugares. A democracia esbarrou na cerca e se feriu nos seus arames farpados. (...) Onde se fez a reforma o progresso chegou. Mas a verdade é que até agora a cerca venceu, o que nasceu para todas as pessoas, em poucas mãos ainda está. No Brasil, a terra, também cercada, está no centro da história. Os pedaços que foram democratizados custaram muito sangue, dor e sofrimento. Virou poder de Portugal, dos coronéis, dos grandes grupos, virou privilégio, poder político, base da exclusão, força de apartheid . Nas cidades virou mansões e favelas. Virou absurdo sem limites, tabu. Mas é tanta, é tão grande, tão produtiva que a cerca treme, os limites se rompem, a história muda e ao longo do tempo o momento chega para pensar diferente: a terra é bem planetário, não pode ser privilégio de ninguém, é bem social e não privado, é patrimônio da humanidade e não arma do egoísmo particular de ninguém. É para produzir, gerar alimentos, empregos, viver. É bem de todos para todos. Esse é o único destino possível para a terra. (...)" Herbert de Souza (Betinho), 1995 A questão da terra no Brasil não é nova. Foram muitos os momentos em que se cogitou de sua resolução. No entanto, as medidas até hoje tomadas, como a Lei de Terras de 1850, dificultaram o acesso à terra. Recentemente, essa questão voltou às páginas centrais do noticiário e merece prioridade por parte do movimento da "Ação da Cidadania Contra a Miséria e Pela Vida."
a) Relacione a extinção do tráfico negreiro em 1850 com a Lei de Terra.
b) Cite dois episódios da História do Brasil Republicano que justifiquem a frase "No Brasil, a terra, também cercada, está no centro da história."
c) Identifique uma razão que vem retardando a execução da Reforma Agrária no Brasil.



resposta:


origem:Ufrj-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:Segunda Guerra Mundial

pergunta:"Mesmo depois de 1936, balões de ensaio em favor de uma aproximação eram continuamente lançados pelos russos, tanto em Berlim quanto em Moscou. (...) Curiosamente o corpo diplomático em Moscou parecia ter a impressão de que uma aproximação germano-soviética estava no ar." (HILGER [alto funcionário da Embaixada alemã em Moscou], "The Incompatible Allies". Citado por Groupe de Recherche pour I enseignement de I Histoire et La Géographie. "D une guerre à L autre [1914-1939]". Paris, Hachette, 1982, p. 362 A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi precedida por intensas articulações que envolveram a diplomacia e os governantes dos países que vieram a participar desse conflito. Nesse contexto de progressiva tensão internacional se deu a assinatura de um pacto de não-agressão entre a Alemanha nazista e a URSS, o que provocou perplexidade e incertezas na opinião pública internacional. Maior perplexidade, contudo, causou a decisão norte-americana de precipitar o encerramento do conflito com o Japão, lançando a bomba atômica sobre Hiroshima e Nagasaki.
a) Explique de que maneira o uso da bomba atômica em 1945 influenciou as relações internacionais do período.
b) Cite um argumento para a assinatura do pacto germano-soviético em agosto de 1939.



resposta:


origem:Ufrj-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:"A Revolução de Fevereiro foi um ataque de surpresa, apanhando desprevenida a velha sociedade, e o povo proclamou esse golpe inesperado como um feito de importância mundial que introduzia uma nova época." ( ... ) "No umbral da Revolução de Fevereiro, a república social apareceu como uma frase, como uma profecia. Nas jornadas de junho de 1848 foi afogada no sangue do proletariado de Paris, mas ronda os subseqüentes atos da peça como um fantasma." (MARX, Karl, "O 18 Brumário e Cartas a Kugelmann".Rio de Janeiro, Paz e Terra, 5. ed., pp. 20 e 110.) O documento anterior refere-se à situação política e social da França entre 1848, época das insurreições dos trabalhadores parisienses e 1851, quando foi golpeada a República e reinstalado o Império. A idéia da luta de classes como motor da História, sustentada por Marx, teria sua fundamentação definitiva quando, no mesmo ano de 1848, lançou com Engels o "Manifesto Comunista".
a) Compare, do ponto de vista das classes sociais, a Revolução de 1848 e a Revolução Francesa de 1789.
b) Justifique, através de um argumento, a frase "A Revolução de Fevereiro foi (...) um feito de importância mundial que introduzia uma nova época."



resposta:


origem:Ufrj-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:"A missão do governo, e principalmente do governo que representa o princípio conservador, não é guerrear e exterminar famílias, antipatizar com nomes, destruir influências que se fundam na grande propriedade, na riqueza, nas importâncias sociais; a missão de um governo conservador deve ser aproveitar essas influências no interesse público, identificá-las com a monarquia e com as instituições, dando-lhes prova de confiança para que possa dominá-las e neutralizar as suas exagerações. Se representais o princípio conservador, como quereis destruir a influência que se funda na grande propriedade?" (Nabuco de Araújo, 1853; citado por NABUCO, Joaquim, "Um estadista do Império". Rio de Janeiro, 4. ed.,1975, p. 145). No documento anterior, Nabuco de Araújo, um dos nomes mais expressivos da elite política imperial, revela uma preocupação com as dissidências que haviam proporcionado grande desgaste para o regime monárquico e conclama seus correligionários a lutar pela manutenção das estruturas.
a) Cite dois elementos da estrutura econômica do Brasil Império complementares à grande propriedade.
b) Explique em que consistiu a política de conciliação adotada pelo governo monárquico no Segundo Reinado.



resposta:
a) Burguesia e indústrias.
b) Conciliação entre liberais e conservadores em um mesmo gabinete de governo.

origem:Ufrj-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:Crise de 29

pergunta:"NOVA YORK, 29 (U.P.) - Os diretores de meia dúzia das maiores instituições financeiras desta cidade, com recursos que somam aproximadamente sete bilhões de dólares, reuniram-se às primeiras horas da noite de ontem (... ) para discutir a situação da Bolsa, em face das últimas baixas das cotações dos títulos. Foi noticiado, que nessa reunião foi deliberado prepararem-se planos de mobilização de toda a potencialidade financeira daquelas instituições, a fim de evitar novos desastres. (...) A Bolsa de Títulos abriu com uma baixa de proporções sem precedentes. (...) BERLIM, 29 (A.B.) - A crise verificada nas praças de Nova York e Amsterdam causou nova inquietação na Bolsa de Berlim." "Folha da Manhã". São Paulo, 30 de outubro de 1929
a) Cite dois fatores que contribuíram para a crise de 29 nos EUA.
b) Explique as razões da internacionalização da crise de 29.



resposta:
a)Superprodução,saturação do mercadoria e falta de planejamento.
b)A interdependência do capital e dos países.

origem:Ufrj-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:República Liberal

pergunta:TRECHOS DOS PROGRAMAS DOS PARTIDOS PSD, UDN E PTB (1945) "Economia Nacional 69) Reconhecimento da liberdade de iniciativa no domínio econômico, com a aceitação da intervenção estatal para auxiliá-la por meios indiretos, ou mesmo para a ação direta, nos casos excepcionais, quando a exigir o bem comum ou a segurança nacional." (Partido Social Democrático - PSD) "O Capital I - Apelar para o capital estrangeiro, necessário para os empreendimentos da reconstrução nacional e, sobretudo, para o aproveitamento das nossas reservas inexploradas, dando-lhe um tratamento equitativo e liberdade para a saída dos juros. (...) Intervenção do Estado II - A intervenção do Estado será direta ou indireta:
a) para a elaboração, ouvidas as classes interessadas, dos planos que favoreçam o desenvolvimento dos diversos setores da economia;
b) para suprir as deficiências da organização econômica;
c) para garantir a segurança e os direitos intelectual e manual." (União Democrática Nacional - UDN) "Planificação econômica 17) Planificação econômica atingindo todos os setores e visando, por meio da orientação, intervenção ou gestão do Estado, que a produção do País atenda a todas as necessidades internas, assegurando a baixo custo as utilidades essenciais a todos os trabalhadores." (Partido Trabalhista Brasileiro - PTB) Os três maiores partidos do período de 1945 a 1964 no Brasil, surgidos logo após a queda do Estado Novo, sustentaram, em seus programas, propostas diferenciadas com relação ao papel do Estado na sociedade.
a) Cite duas razões que contribuíram para o fim do Estado Novo.
b) Compare as visões dos programas partidários anteriormente citados em relação à intervenção do Estado na economia e à participação do capital estrangeiro.



resposta:
a)Em 1943 ocorre o primeiro protesto organizado contra o Estado Novo, em Minas Gerais, chamado Manifesto dos Mineiros, redigido e assinado por advogados mineiros, muitos dos quais se tornariam influentes juristas e importantes próceres políticos da UDN, como José de Magalhães Pinto. Um ferrenho opositor do Estado Novo, foi Monteiro Lobato que chegou a ser preso e acusava Getúlio de não deixar os brasileiros procurarem petróleo livremente. Com a aproximação do término da Segunda Guerra Mundial, em 1945, as pressões em prol da redemocratização ficam mais fortes. A entrevista, em 22 de fevereiro de 1945, de José Américo de Almeida a Carlos Lacerda, publicada no Correio da Manhã, do Rio de Janeiro, marca o fim da censura à imprensa no Estado Novo e simbolizou o enfraquecimento e queda do Estado Novo.
b)PSD - livre iniciativa com intermediação do estado. UDN - intervenção do estado com capital estrangeiro. PTB - intervenção do estado sem capital estrangeiro.

FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Estado_Novo_%28Brasil%29

origem:Ufrj-1995
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:"(...) Vila Rica - a rica vila! Capital da província de Minas Gerais e sede do governo, lugar durante muitos anos considerado o mais rico do Brasil, visto que para aí se levava todo o ouro encontrado no vasto distrito em derredor. (..) A cidade é de extensão considerável, mas menos povoada que no tempo das minas ricas." (MAWE, Jonh. "Viagens ao interior do Brasil (1807)" in BARROS, E.L. OS SONHADORES DE VILA RICA: A INCONFIDÊNCIA MINEIRA DE 1789. S.P., Editora Atual, 1989, pp. 19-20) O desenvolvimento da atividade mineradora no Brasil, ao longo do século XVIII, provocou transformações econômicas, sociais e político-administrativas na vida da Colônia. A mineração exerceu também influência nas relações de Portugal com as demais potências, no contexto das grandes transformações no quadro político europeu.
a) Cite duas transformações sócio-políticas ocorridas na Colônia a partir do desenvolvimento da atividade mineradora no século XVIII.
b) Explique uma conseqüência, para a economia portuguesa, do grande afluxo de metais preciosos provenientes de sua colônia brasileira.



resposta:


origem:Ufrj-1995
tópico:
Historia

sub-grupo:Revolução Francesa

pergunta:"(...) O que é um homem privado dos direitos de cidadão ativo nas colônias, sob a dominação dos Brancos? É um homem que não pode deliberar de nenhuma maneira , que não pode influir nem direta, nem indiretamente, sobre os interesses que mais lhe tocam, os mais sagrados da sociedade da qual faz parte; é um homem que é governado por magistrados em cuja escolha ele não pode influir de nenhuma maneira, por leis, por regulamentos, por atos de administração pesando sobre ele, sem fazer uso do direito que pertence a todo cidadão de influir nas convenções sociais, no que concerne a seu interesse particular." (DISCURSO DE ROBESPIERRE À ASSEMBLÉIA CONSTITUINTE, 24/09/1791 citado por BONNOURE, P. e outros. DOCUMENTS d HISTOIRE VIVANTE DE LA ANTIQUITÉ À NOS JOURS. Dossier V [1789-1851], fiche 9. Paris, Editions Sociales.) A Revolução Francesa não se limitou a liquidar com o Antigo Regime. Introduziu um conjunto de valores e princípios que exerceu uma forte influência na Europa ocidental e em seus territórios coloniais. Apesar das sucessivas reorientações havidas durante seu processo e da reação contrária proveniente de outras potências européias, tais idéias se universalizaram de modo que muitas delas se incorporaram à recente tradição democrática das sociedades mundiais.
a) Identifique, a partir do documento acima, dois princípios consagrados pela Revolução Francesa.
b) Apresente uma justificativa para a reação das potências européias contra a Revolução Francesa ocorrida no período de 1789 a1794.



resposta:
a)Liberdade, igualdade e fraternidade.
b)Pois temiam que os ideais franceses ameaçassem o seu regime.

origem:Ufrj-1995
tópico:
Historia

sub-grupo:Segunda Guerra Mundial

pergunta:"QUARTEL-GENERAL SUPREMO FORÇA EXPEDICIONÁRIA ALIADA. Soldados, marinheiros e aeronautas da Força Expedicionária Aliada! Vocês estão prestes a embarcar para a Grande Cruzada, rumo à qual temos nos esforçado durante estes muitos meses. ........................................................................................................................................... Mas este é o ano de 1944! Muito aconteceu desde os triunfos nazistas de 1940-41. ........................................................................................................................................... A maré virou! Os homens livres do mundo estão marchando juntos à vitória!" (ORDEM DE COMBATE DO GENERAL EISENHOWER, maio de 1944 citado em FOLHA DE SÃO PAULO, S. P., 05/06/94. Caderno Especial Dia D 50 anos, p. 3) A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) mobilizou a atenção de toda a humanidade, seja pela dimensão alcançada, seja pelo caráter assumido pelas forças do Eixo, liderado pela Alemanha nazista. Em 1942, o governo brasileiro, abandonando a política de aparente neutralidade, adere aos aliados, declarando guerra aos países do Eixo. Depois de um primeiro momento, no qual a ofensiva pertenceu às forças sob a liderança hitlerista, ocorreu a reviravolta simbolizada pelo desembarque aliado na Normadia, o chamado dia D.
a) Cite duas razões que levaram à entrada do Brasil na 2 Guerra Mundial em 1942.
b) Explique uma razão que contribuiu para a liderança dos EUA na guerra contra o Eixo.



resposta:


 


Próxima Página »

Página 1 de 12