Banco de dados de questões do vestibular Ufv
questões de vestibulares
|

 

Questões Ufv

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufv-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:Revolução Industrial

pergunta:Assinale a alternativa que NÃO expressa corretamente o fato histórico a que ela se refere:
a) A maquinaria industrial teve como princípio inicial a reunião de cinco instrumentos simples: a alavanca, o parafuso, a polia, o torno e a cunha.
b) O ponto de partida na manufatura foi a força de trabalho.
c) O ponto de partida na grande indústria foi o meio de trabalho.
d) A revolução econômica perpetrada pela burguesia criou as condições para o desenvolvimento da Revolução Industrial.
e) A máquina a vapor, por si só, criou a Revolução Industrial.



resposta:
[E]

origem:Ufv-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:"E vejam como são as coisas: para que nos vissem, cobrimos o rosto; para que nos dessem um nome, ficamos no anonimato; para ter futuro pusemos em jogo nosso presente; e para viver ... morremos. (... ) E os poderosos disseram: Falem ! E falamos e lhes dissemos o que queríamos e eles não entendiam e nós repetíamos que queríamos democracia, liberdade e justiça, e eles continuavam a não entender e procuravam em seus planos macroeconômicos e em todos os seus tratados de neoliberalismo e nunca encontravam essas palavras e continuavam a nos dizer: Não entendemos ! E nos ofereciam um lugar mais bonito no museu da história e uma morte mais a longo prazo e uma corrente de ouro para acorrentar nossa dignidade." O trecho acima foi extraído de uma carta escrita e divulgada para a imprensa do mundo todo pelo subcomandante Marcos, líder da revolta de Chiapas nas montanhas do sudeste mexicano. Nas alternativas adiante, assinale aquela que expressa mais precisamente o nome do tratado a que ele faz referência:
a) de Madrid.
b) de Maastrich.
c) do NAFTA.
d) de Guadalupe-Hidalgo.
e) de Vestfália.



resposta:
[C]

origem:Ufv-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:Era Napoleônica

pergunta:Durante o período napoleônico (1799-1815), dentre as medidas adotadas por Bonaparte, assinale aquela que teve repercussões importantes nas relações comerciais do Brasil com a Inglaterra:
a) Restauração financeira, com a conseqüente fundação do Banco da França, em 1800.
b) Decretação do Bloqueio Continental, em 1806, com o qual Napoleão visava arruinar a indústria e o comércio ingleses.
c) Promulgação, em 1804, do Código Civil que incorporou definitivamente, na legislação francesa, os princípios liberais burgueses.
d) Expansão territorial da França com a incorporação de várias regiões da Europa, formando o chamado Império Napoleônico.
e) Criação do franco, como novo padrão monetário.



resposta:
[B]

origem:Ufv-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:República Liberal

pergunta:Das afirmativas a seguir, assinale a que se caracteriza como causa estrutural da crise de poder em agosto de 1954, que culmina no suicídio de Getúlio Vargas:
a) A crise de 1954, que expressou as contradições do modelo político populista e que fez aflorar o choque de interesses entre as classes populares e o conjunto da burguesia no bloco de poder.
b) A denúncia de João Neves da Fontoura, ex-ministro da Justiça de Vargas, afirmando possuir provas de que Vargas vinha mantendo entendimentos para a formação do "Pacto ABC" (Argentina, Brasil e Chile) para enfrentar os Estados Unidos.
c) O discurso de Vargas no dia 1.o de maio, no qual teria dito aos trabalhadores: "Hoje vocês estão com o governo. Amanhã vocês serão o governo".
d) O "Manifesto à Nação", lançado pela UDN, no qual se denunciava supostas atividades subversivas de João Goulart, então Ministro do Trabalho de Vargas.
e) O decreto de Vargas que reajustava em 100% o valor do salário mínimo da época.



resposta:
[A]

origem:Ufv-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:"Até bem recentemente, a grande maioria dos historiadores ocidentais pensava que o mundo inteiro havia entrado, depois dos Tratados de Vestfália, numa evolução contínua. As sociedades e o poder político conheciam um processo irreversível de laicização. As nações acabariam por se entender e se reincorporar no seio de entidades supranacionais, como a ONU, e, mais concretamente no caso do Velho Mundo, a União Européia. Enfim, as forças da natureza estavam definitivamente domadas, graças ao progresso científico. De uns anos para cá, tudo desandou". (Luiz Felipe de Alencastro, "Folha de S. Paulo", 23/7/94) O fator que mais está contribuindo para que a visão dos historiadores, como descrita no texto, venha se modificando, é:
a) o abandono dos sentimentos nacionalistas, substituído pelo fundamentalismo de cunho religioso.
b) a existência, em nível global, das políticas keynesianas de investimento e gastos públicos, levando a um endividamento generalizado das nações.
c) que, pela primeira vez na história do mundo contemporâneo, uma crise global, ao produzir como efeito o desemprego estrutural, começa a afetar vastos setores das classes médias ocidentais, tradicional cimento da democracia e do capitalismo.
d) o problema econômico, que está na raiz da crise atual, assemelhando-se à crise cíclica e violenta que estourou no final dos anos 20.
e) a ameaça principal das democracias no século XXI, que continua sendo o comunismo engendrado pela Revolução de 1917, em que pese à derrocada dos regimes totalitários do Leste Europeu.



resposta:
[D]

origem:Ufv-1996
tópico:
historia-Geral

sub-grupo:Relações Históricas

pergunta:Sobre a trajetória política da burguesia brasileira, é INCORRETO afirmar que:
a) a revolução burguesa no Brasil coincide historicamente com o período em que a burguesia, no plano internacional, deixou de ser revolucionária.
b) os episódios do fim da escravidão em 1888 e do Império em 1889 foram comandados pela mesma aliança de classes que dominou a política brasileira desde a Independência.
c) a República significou a adoção, pela primeira vez no país, de um sistema jurídico claramente capitalista.
d) o golpe militar de 64 significou a derrota de um projeto de desenvolvimento autônomo, perpetrado pela aliança entre o grande capital nacional, a oligarquia latifundiária e o imperialismo.
e) a hegemonia do modo de produção capitalista no Brasil completou-se após a ditadura do Estado Novo, derrotando, assim, a aliança entre a oligarquia latifundiária e financeira e seus vínculos com o imperialismo.



resposta:
[B]

origem:Ufv-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:A crise da economia do sertão nordestino, a partir da segunda metade do século XIX, tem diversas causas, EXCETO:
a) a perda de posição no mercado internacional, enquanto economia exportadora de algodão, com o fim da Guerra de Secessão nos Estados Unidos.
b) a redução de todas as atividades econômicas devido ao longo ciclo de seca iniciado entre 1877 e 1879.
c) o significativo aumento da mortalidade verificado com o surgimento de bandos de cangaceiros e de fanáticos religiosos.
d) a migração de parte da força de trabalho para o Amazonas, acarretada pelo ciclo econômico da borracha.
e) a carência de mão-de-obra gerada em parte pela ascensão econômica do café no oeste do Estado de São Paulo.



resposta:
[E]

origem:Ufv-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:Na década de 1820, a maioria dos países latino-americanos obtém a independência política formal, com a conseqüente formação dos Estados Nacionais. Nas alternativas a seguir, assinale aquela que NÃO expressa as novas funções que esses Estados passaram a ter no interior das respectivas Nações:
a) passaram a atuar sobre a orientação, estrutura e funcionamento da atividade econômica e do sistema social, para possibilitar e assegurar o sucesso do modelo de crescimento dependente.
b) mantiveram o setor produtivo primário-exportador, herdado da etapa colonial, praticamente intacto e sob o controle local e autônomo da oligarquia.
c) iniciaram o processo de distribuição da riqueza, com a implantação do sistema tributário onde predomina o tipo de imposto direto.
d) favoreceram a acumulação interna de capitais e a atração de recursos externos.
e) desempenharam papel decisivo no ordenamento do território e no processo de urbanização, através das legislações sobre as terras.



resposta:
[C]

origem:Ufv-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:A respeito da escravidão no Brasil, é correto afirmar que:
a) a existência da chamada "brecha camponesa", ou seja, a concessão para que os escravos cultivassem um pedaço de terra nas horas vagas, foi um fator que contribuiu para a alforria de grande contingente deles.
b) o escravo, mesmo de forma precária, estava dotado de direitos protetores registrados em lei e respeitados pelo aparelho judiciário.
c) a abolição, mesmo tendo se processado de forma lenta, segura e gradual, foi planejada e executada exclusivamente pelos setores liberais das classes dominantes.
d) a abolição, ao eliminar a propriedade escrava, retirou o maior entrave econômico e jurídico para a formação do mercado de trabalho assalariado, indispensável à consolidação das relações de produção capitalista no Brasil.
e) a composição sexual da população escrava, ao se tornar desproporcional, dificultando a auto-reprodução, deveu-se muito mais aos hábitos sexuais dos próprios africanos e não ao sistema escravista em si mesmo.



resposta:
[D]

origem:Ufv-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:Nazismo e Fascismo

pergunta:Assinale, dentre as alternativas a seguir, aquela que NÃO representa uma característica da doutrina político-ideológica nazista:
a) O racismo, que se baseia na alegação de que existe uma raça superior a todas as outras e que, devido a esta superioridade, ela tem o direito de governar ou mesmo eliminar as demais.
b) O militarismo, que se explícita na alegação de que a guerra, para a nação dos indivíduos da raça superior, é algo positivo porque possibilita um fortalecimento ainda maior desta raça.
c) O totalitarismo, que se fundamenta na alegação de que todos os interesses individuais devem estar subordinados à vontade e interesse do Estado.
d) O expansionismo, que se expressa na alegação de que a nação constituída pelos indivíduos de raça superior tem o direito de conquistar o espaço territorial de outras nações.
e) o internacionalismo, que se apoia na alegação de que a existência de nações impede o desenvolvimento da Humanidade, sendo necessária a destruição das barreiras nacionais, sejam culturais, políticas ou econômicas, em prol da constituição de uma sociedade mundial.



resposta:
[E]

origem:Ufv-1996
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:Exalta o direito de propriedade individual e da riqueza; opondo-se, conseqüentemente à intervenção do Estado na economia. Defende intransigentemente que deve haver total liberdade de produção, circulação e venda. Considera que o homem, enquanto indivíduo, deve desfrutar de todas as satisfações, não se submetendo senão aos limites da Razão. Crê no Progresso como sendo resultado de um fenômeno natural e decorrente da livre-concorrência que, ao estimular as atividades econômicas, é a única forma aceitável de proporcionar liberdade, felicidade, prosperidade e igualdade entre todos os homens. O trecho acima pode ser considerado uma síntese dos valores constitutivos da ideologia política intitulada:
a) Catolicismo Social.
b) Socialismo Utópico.
c) Socialismo Científico.
d) Liberalismo.
e) Anarquismo.



resposta:
[D]

origem:Ufv-1996
tópico:
historia-Brasil

sub-grupo:Repúlblica da Espada

pergunta:A ideologia republicana ganhou força a partir de 1870, porque o desenvolvimento das relações de produção capitalista em andamento no Brasil exigia mudanças que o Império não podia realizar. Todavia, o Movimento Republicano não foi homogêneo; ele congregou diferentes segmentos sociais que, defendendo interesses específicos, opunham-se à continuidade do Império e ao atraso por ele representado. Dentre estes segmentos sociais NÃO se encontrava:
a) o operariado, representado por líderes sindicais e políticos, que viam na consolidação da República a possibilidade de fortalecimento da sua organização.
b) parte da oficialidade do Exército, ligada à ideologia positivista e que propunha a consolidação de uma república autoritária.
c) a burguesia industrial, ligada à produção ainda incipiente de bens de consumo e interessada em garantir mais industrialização.
d) a burguesia cafeeira do oeste paulista, interessada em promover a descentralização política como forma de garantir a ampliação do seu poder.
e) a classe média dos centros urbanos, representada por ideólogos liberais, defensores de um sistema federativo nos moldes da Constituição Norte-Americana.



resposta:
[A]

 


Próxima Página »

Página 1 de 11