Exercícios mais comentados do banco de dados de questões de Lígua Portuguesa
questões de vestibulares
|
 

Exercícios mais comentados

REF. Pergunta/Resposta
vestibular:Unicamp
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíguo dar conselhos aos jovens de uma perspectiva adulta e no entanto todo adulto cumpre o que julga seu dever. (...) Ora, no que se refere à língua, o choque ou oposição situam-se normalmente na linha divisória do novo e do antigo. Mas fixar no antigo a norma para o atual obrigaria este antigo a recorrer a um mais antigo, até ao limite das origens da língua. A própria língua, como ser vivo que é, decidirá o que lhe importa assimilar ou recusar. A língua mastiga e joga fora inúmeros arranjos de frase e vocábulos. Outros, ela absorve e integra a seu modo de ser.
(Vergílio Ferreira, "Em Defesa da Língua", em: Estão a Assassinar o Português! trecho adaptado)

a) Transcreva a tese de Vergílio Ferreira, isto é, a afirmação básica que o autor aceita como verdadeira e defende nesse trecho.
b) Transcreva o argumento no qual o autor se baseia para defender sua tese.



resposta:a) "Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil."
b) "A própria língua, como ser vivo que é... integra a seu modo de ser."

vestibular:Mackenzie
tópico:Literatura

sub-grupo:Romantismo
pergunta:"Autor de uma vastíssima obra, toda ela orientada pelo espírito histórico, mesmo quando escreve romances, o pano de fundo é a história, da qual foi um profundo estudioso."

Em se tratando do Romantismo português, o trecho acima refere-se a:
a) Alexandre Herculano.
b) Júlio Dinis.
c) Almeida Garrett.
d) Camilo Castelo Branco.
e) Antero de Quental.



resposta:[A]

vestibular:Fuvest
tópico:Literatura

sub-grupo:Modernismo
pergunta:"Será que eu enriqueceria este relato se usasse alguns difíceis termos técnicos? Mas aí que está: esta história não tem nenhuma técnica, nem de estilo, ela é ao deus-dará. Eu que também não mancharia por nada deste mundo com palavras brilhantes e falsas uma vida parca como a da datilógrafa."
(CLARICE LISPECTOR, "A Hora da Estrela")

Em "A Hora da Estrela", o narrador questiona-se quanto ao modo e, até, à possibilidade de narrar a história. De acordo com o trecho acima, isso deriva do fato de ser ele um narrador
a) iniciante, que não domina as técnicas necessárias ao relato literário.
b) pós-moderno, para quem as preocupações de estilo são ultrapassadas.
c) impessoal, que aspira a um grau de objetividade máxima no relato.
d) objetivista, que se preocupa apenas com a precisão técnica do relato.
e) autocrítico, que percebe a inadequação de um estilo sofisticado para narrar a vida popular.



resposta:[E]

vestibular:Unesp
tópico:Gramatica

sub-grupo:
pergunta:De acordo com a gramática normativa, a guarânia "Índia" apresentaria "erros" de concordância verbal. Revelando forte presença do registro informal da linguagem e sua espontaneidade, formas de tratamento em segunda e terceira pessoas se mesclam no mesmo contexto, com vistas a um efeito estilístico de aproximação entre as personagens. Tomando como modelo a concordância estabelecida na primeira estrofe, releia cuidadosamente o texto e, a seguir,
a) identifique os versos que configurariam "erros" de concordância verbal, na terceira estrofe;
b) rescreva os mesmos versos identificados no item e, de acordo com o que estabelece a gramática normativa.



resposta:a) Nos versos 13, 14, 15 e 18 percebe-se uma falta de uniformidade no uso do tratamento de 3 pessoa gramatical nas formas pronominais "LHE", "SEUS" e "VOCÊ" e no uso do imperativo em 2 pessoa: "FICA" e "DEIXA", considerada erro de concordância.

b) Correto na 3 pessoa
"E chegar a hora de dizer-LHE adeus,
FIQUE nos meus braços só mais um instante,
DEIXE os meus lábios se unirem aos SEUS.
..............................................................................
Que VOCÊ me deu."

Correto na 2 pessoa
"E chegar a hora de dizer-TE adeus,
FICA nos meus braços só mais um instante,
DEIXA os meus lábios se unirem aos TEUS.
..............................................................................
Que TU me deste."

vestibular:Ufv
tópico:Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo
pergunta:Leia atentamente o fragmento de "O Cortiço", que se refere à personagem Pombinha:

E na sua alma enfermiça e aleijada, no seu espírito rebelde de flor mimosa e peregrina criada num monturo, violeta infeliz, que um estrume forte demais para ela atrofiara, a moça pressentiu bem claro que nunca daria de si ao marido que ia ter uma companheira amiga, leal e dedicada; pressentiu que nunca o respeitaria sinceramente como a um ser superior por quem damos a vida; que nunca lhe votaria entusiasmo, e por conseguinte nunca lhe teria amor; desse de que ela se sentia capaz de amar alguém, se na terra houvera homens dignos disso. Ah! Não o amaria decerto, porque o Costa era como os outros, passivo e resignado, aceitando a existência que lhe impunham as circunstâncias, sem ideais próprios, sem temeridades de revolta, sem atrevimentos de ambição, sem vícios trágicos, sem capacidade para grandes crimes; era mais um animal que viera ao mundo para propagar a espécie; um pobre-diabo enfim que já a adorava cegamente e que mais tarde, com ou sem razão, derramaria aquelas mesmas lágrimas, ridículas e vergonhosas, que ela vira decorrendo em quentes camarinhas pelas ásperas e maltratadas barbas do marido de Leocádia.
AZEVEDO, Aluísio. "O cortiço". 15 ed. São Paulo: Ática, 1984. p. 101.

O autor do romance naturalista, sob a influência das teorias cientificistas, apresenta o homem como um "caso" a ser analisado, deixando em segundo plano seu lado espiritual. No texto mencionado, a personagem Pombinha reflete a influência do determinismo ambiental? Justifique sua resposta.



resposta:A personagem Pombinha reflete a influência do determinismo ambiental, uma vez que acaba prostituindo-se, por força daquele meio sórdido e animalesco.
"... que um estrume forte ..., leal e dedicada".

vestibular:Ufg
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Em seu livro, José W. Vesentini diz que "é difícil calcular com exatidão a extensão da Floresta Amazônica já derrubada para o aproveitamento da madeira ou plantação de capim para a pecuária extensiva. Alguns autores estimam em apenas 7 ou 8% da biomassa original, outros chegam até 30%; mas calcula-se que a cada ano ocorra um desmatamento de, no mínimo, 3 milhões de hectares"
("Brasil - Sociedade & Espaço." São Paulo: Ática, 1996).

A charge abaixo, do cartunista Angeli, foi publicada na "Folha de S. Paulo", de 15 maio. 2000.

Bastardo. 1 Designativo de filho que nasceu de pais não casados. 2 Degeneração da espécie a que pertence. 3 Que se tornou diferente do tipo ordinário ou primitivo.
(Michaelis - "Moderno dicionário da língua portuguesa")

a) Identifique uma informação que seja comum ao texto de Vesentini e à charge de Angeli.

b) Considerando as definições do dicionário e o título "Dia da Mãe Natureza"!, explique por que a personagem da charge se auto-intitula "bastardo".


resposta:a) Trata-se do mesmo assunto: o desmatamento das florestas brasileiras.

b) O personagem se auto-intitula "bastardo" por ser indiferente à situação da natureza e à sua própria situação familiar ("filho que nasceu de pais não casados")

vestibular:Ita
tópico:Literatura

sub-grupo:Modernismo
pergunta:Assinale a opção em cujo excerto o narrador-personagem Paulo Honório revela seu total desapreço pelas pessoas que o serviram durante anos.

a) "Chegara naquele estado, com a família morrendo de fome, comendo raízes. Caíra no fim do pátio, debaixo de um juazeiro, depois tomara conta da casa deserta. Ele, a mulher e os filhos pareciam ratos - e a lembrança dos sofrimentos passados esmorecera."
b) "Meninota, com as pregas da súbita velhice, careteavam, torcendo as carinhas decrépitas de ex-voto. Os vaqueiros másculos, como titãs alquebrados em petição de miséria. Pequenos fazendeiros, no arremesso igualitário, baralhavam-se nesse anônimo aniquilamento."
c) "Adelgaçados na magreira cômica, cresciam, como se o vento os levantasse. E os braços afinados desciam-lhes nos joelhos, de mãos abanando.Não tinham sexo, nem idade, nem condição nenhuma. Eram os retirantes. Nada mais."
d) "Havia bichos domésticos, como o Padilha, bicho do mato, como Casimiro Lopes, e muitos bichos para o serviço do campo, bois mansos."
e) "Vai dormir, dianho! Parece que tá espritado! Soca um quarto de rapadura no bucho e ainda fala de fome![............................................................................]A rede de Cordulina que tentava um balanço, para enganar o menino - pobrezinho! o peito estava seco como uma sola velha! - gemia, estalando mais, nós rasgões.E o intestino vazio se enroscava como uma cobra faminta, e em roncos surdos resfolegava: um, um, um ..."



resposta:[D]

vestibular:Fuvest
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Atente para as seguintes afirmações:

I. O esplendor do pavão e o da obra de arte implicam algum grau de ilusão.
II. O ser que ama sente refletir-se em si mesmo um atributo do ser amado.
III. O aparente despojamento da obra de arte oculta os recursos complexos de sua elaboração.

De acordo com o que o texto permite deduzir, apenas:
a) as afirmações I e III estão corretas.
b) as afirmações I e II estão corretas.
c) as afirmações II e III estão corretas.
d) a afirmação I está correta.
e) a afirmação II está correta.



resposta:[B]

vestibular:Cesgranrio
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Em relação às afirmativas a seguir, baseadas no texto, assinale F (falso) ou V (verdadeiro)
O diálogo entre as culturas:
( ) não está isento de risco;
( ) implica um desafio;
( ) é improdutivo;
( ) não existe no mundo atual;
( ) pode ser impedido pela ação dos poderosos.
A seqüência correta é:
a) F - F - F - V - V
b) F - F - V - F - F
c) V - F - F - V - V
d) V - F - V - F - V
e) V - V - F - F - V



resposta:[E]

vestibular:Uel
tópico:Gramatica

sub-grupo:Predicação
pergunta:Assinale a letra correspondente à alternativa que preenche corretamente as lacunas da frase apresentada.

A argumentação foi ...... ......, mas ainda assim não convenceu o ...... .

a) zelosamente - construida - júri
b) zelozamente - construída - juri
c) zelosamente - construída - júri
d) zelosamente - construida - juri
e) zelozamente - construída - júri



resposta:[C]

vestibular:Fuvest
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:"Era este um homem todo em proporções infinitesimais, baixinho, magrinho, de carinha estreita e chupada, e excessivamente calvo; usava de óculos, tinha pretensões de latinista, e dava bolos nos discípulos por dá cá aquela palha. Por isso era um dos mais acreditados na cidade. O barbeiro entrou acompanhado pelo afilhado, que ficou um pouco escabriado à vista do aspecto da escola que nunca tinha imaginado."
[Manuel Antônio de Almeida, "Memórias de um Sargento de Milícias"]

Observando-se, neste trecho, os elementos descritivos, o vocabulário e, especialmente, a lógica da exposição, verifica-se que a posição do narrador frente aos fatos narrados caracteriza-se pela atitude
a) crítica, em que os costumes são analisados e submetidos a julgamento.
b) lírico-satírica, apontando para um juízo moral pressuposto.
c) cômico-irônica, com abstenção de juízo moral definitivo.
d) analítica, em que o narrador onisciente prioriza seu afastamento do narrado.
e) imitativa ou de identificação, que suprime a distância entre o narrador e o narrado.



resposta:[C]

vestibular:Ita
tópico:Gramatica

sub-grupo:
pergunta:As orações "desde que conservemos em mente" e "é que devemos perscrutar o nosso íntimo..." funcionam respectivamente como:
a) subordinada temporal e subordinada temporal
b) subordinada concessiva e subordinada substantiva
c) subordinada condicional e oração principal
d) subordinada adverbial e subordinada adjetiva
e) subordinada adjetiva e subordinada adjetiva



resposta:[C]

 


Próxima Página »

Página 1 de 37