Exercícios mais comentados do banco de dados de questões de Lígua Portuguesa
questões de vestibulares
|
 

Exercícios mais comentados

REF. Pergunta/Resposta
vestibular:Unicamp
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíguo dar conselhos aos jovens de uma perspectiva adulta e no entanto todo adulto cumpre o que julga seu dever. (...) Ora, no que se refere à língua, o choque ou oposição situam-se normalmente na linha divisória do novo e do antigo. Mas fixar no antigo a norma para o atual obrigaria este antigo a recorrer a um mais antigo, até ao limite das origens da língua. A própria língua, como ser vivo que é, decidirá o que lhe importa assimilar ou recusar. A língua mastiga e joga fora inúmeros arranjos de frase e vocábulos. Outros, ela absorve e integra a seu modo de ser.
(Vergílio Ferreira, "Em Defesa da Língua", em: Estão a Assassinar o Português! trecho adaptado)

a) Transcreva a tese de Vergílio Ferreira, isto é, a afirmação básica que o autor aceita como verdadeira e defende nesse trecho.
b) Transcreva o argumento no qual o autor se baseia para defender sua tese.



resposta:a) "Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil."
b) "A própria língua, como ser vivo que é... integra a seu modo de ser."

vestibular:Unesp
tópico:Literatura

sub-grupo:Romantismo
pergunta:Almeida Garrett (1799-1854), que pertenceu à primeira fase do romantismo português, é poeta, prosador e dramaturgo dos mais importantes da Literatura Portuguesa. Em Viagens na Minha Terra (1846), mistura, em prosa rica, variada e espirituosa, o relato jornalístico, a literatura de viagens, as divagações sobre temas da época e os comentários críticos, muitas vezes mordazes, sobre a literatura em voga, no período. Releia o texto que lhe apresentamos e, a seguir, responda:
a) a que gêneros literários se refere Almeida Garrett?
b) quais os principais defeitos, segundo Garrett, dos escritores que elaboravam obras de tais gêneros?



resposta:a) Dramático - teatro e Épico - romance.
b) Imitação, pelos escritores portuguêses, aos escritores franceses. Artificialismo na criação literária.

vestibular:Mackenzie
tópico:Literatura

sub-grupo:Romantismo
pergunta:"Autor de uma vastíssima obra, toda ela orientada pelo espírito histórico, mesmo quando escreve romances, o pano de fundo é a história, da qual foi um profundo estudioso."

Em se tratando do Romantismo português, o trecho acima refere-se a:
a) Alexandre Herculano.
b) Júlio Dinis.
c) Almeida Garrett.
d) Camilo Castelo Branco.
e) Antero de Quental.



resposta:[A]

vestibular:Ufg
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Em seu livro, José W. Vesentini diz que "é difícil calcular com exatidão a extensão da Floresta Amazônica já derrubada para o aproveitamento da madeira ou plantação de capim para a pecuária extensiva. Alguns autores estimam em apenas 7 ou 8% da biomassa original, outros chegam até 30%; mas calcula-se que a cada ano ocorra um desmatamento de, no mínimo, 3 milhões de hectares"
("Brasil - Sociedade & Espaço." São Paulo: Ática, 1996).

A charge abaixo, do cartunista Angeli, foi publicada na "Folha de S. Paulo", de 15 maio. 2000.

Bastardo. 1 Designativo de filho que nasceu de pais não casados. 2 Degeneração da espécie a que pertence. 3 Que se tornou diferente do tipo ordinário ou primitivo.
(Michaelis - "Moderno dicionário da língua portuguesa")

a) Identifique uma informação que seja comum ao texto de Vesentini e à charge de Angeli.

b) Considerando as definições do dicionário e o título "Dia da Mãe Natureza"!, explique por que a personagem da charge se auto-intitula "bastardo".


resposta:a) Trata-se do mesmo assunto: o desmatamento das florestas brasileiras.

b) O personagem se auto-intitula "bastardo" por ser indiferente à situação da natureza e à sua própria situação familiar ("filho que nasceu de pais não casados")

vestibular:Uem
tópico:Gramatica

sub-grupo:
pergunta:Na língua portuguesa, existem dois tipos de concordância: a verbal e a nominal. Sobre a concordância do(s) verbo(s) e do(s) nome(s) destacado(s), assinale a(s) alternativa(s) cuja justificativa que o(s) acompanha esteja adequada.

01) Em "...a segurança alimentar dos produtos transgênicos hoje COMERCIALIZADOS em diversos países." (2¡. parágrafo), o particípio, forma nominal do verbo comercializar, concorda com países, masculino plural.
02) Em "O emérito jurista, professor e doutor Miguel Reale, quando ABORDA o tema do paradigma FUNDAMENTAL..." (4¡. parágrafo), o verbo encontra-se na terceira pessoa do singular porque concorda com o sujeito "tema" e o adjetivo está no singular porque concorda com o mesmo sujeito.
04) Em "... e não lastreadas em hipóteses, interpretações tendenciosas, princípios ou precauções IDEOLÓGICOS." (1¡. parágrafo), o adjetivo destacado encontra-se no masculino plural porque concorda com um conjunto de nomes, dentre os quais, encontra-se um no masculino.
08) Em "Nunca HOUVE nenhum efeito NOCIVO..." (8¡. parágrafo), o verbo encontra-se na terceira pessoa do singular por se tratar de verbo impessoal e o adjetivo, também no singular, por concordar com o substantivo efeito.
16) No 8¡. parágrafo, o artigo "a", cujo antecedente é "Monsanto", em "... dA Monsanto, ...", encontra-se no feminino singular porque o autor do texto fez uma concordância ideológica com o substantivo feminino "empresa".
32) Em "O que ESTÁ em questão hoje É a aplicação..." (10¡. parágrafo), a primeira forma verbal destacada encontra-se na terceira pessoa do singular porque concorda com o "que", pronome relativo com função de sujeito, e a segunda está, também, na terceira pessoa do singular por concordar com o sujeito "a aplicação".



resposta:60

vestibular:Fuvest
tópico:Literatura

sub-grupo:Modernismo
pergunta:"Será que eu enriqueceria este relato se usasse alguns difíceis termos técnicos? Mas aí que está: esta história não tem nenhuma técnica, nem de estilo, ela é ao deus-dará. Eu que também não mancharia por nada deste mundo com palavras brilhantes e falsas uma vida parca como a da datilógrafa."
(CLARICE LISPECTOR, "A Hora da Estrela")

Em "A Hora da Estrela", o narrador questiona-se quanto ao modo e, até, à possibilidade de narrar a história. De acordo com o trecho acima, isso deriva do fato de ser ele um narrador
a) iniciante, que não domina as técnicas necessárias ao relato literário.
b) pós-moderno, para quem as preocupações de estilo são ultrapassadas.
c) impessoal, que aspira a um grau de objetividade máxima no relato.
d) objetivista, que se preocupa apenas com a precisão técnica do relato.
e) autocrítico, que percebe a inadequação de um estilo sofisticado para narrar a vida popular.



resposta:[E]

vestibular:Ufg
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Analise a charge que segue, publicada na revista VEJA, de 07 jun. 2000.

A leitura da charge permite as seguintes afirmações:

( ) nos desenhos humorísticos, a caricatura é uma representação gráfica de pessoa ou situação que explora aspectos ridículos ou grotescos.
( ) a legenda, texto curto que, às vezes, acompanha o desenho, tem a finalidade de determinar para o leitor o sentido da charge.
( ) o cartunista interpreta uma idéia presente no imaginário do torcedor brasileiro: os técnicos de futebol, quando cometem erros, são chamados de burros.
( ) a frase "O técnico Wanderley Luxemburgo examina as condições do gramado" funciona de modo redundante, visto que repete o significado contido no desenho.


resposta:V F V F

vestibular:Ufg
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Acerca da organização das frases, é possível afirmar que

( ) o trecho "removendo manchas de gordura como nenhum outro" NÃO pode ser substituído por "que remove manchas como nenhum outro", pelo fato de causar incoerência.
( ) o segmento "Quando a gente deixa as crianças experimentarem, se sujarem", apresentado na abertura do texto, serve para destacar a atitude desejável de um consumidor ideal.
( ) os vocábulos "elas" e "se", apresentados no primeiro período do texto, remetem à expressão "as crianças".
( ) a oração "Porque não há aprendizado sem manchas" estabelece uma relação de dependência com a frase "Novo Omo Multi Ação".



resposta:F V V V

vestibular:Unicamp
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:Para entender a tira a seguir, é necessário dar-se conta de que a pergunta de Helga pode ter duas interpretações.
a) No contexto, como deve ser interpretada a fala de Helga?
b) Como Hagar interpretou a fala de Helga?
c) Explique por que o comportamento lingüístico de Hagar não corresponde ao de um falante comum.


resposta:a) Você quer café?
b) Você acha que isso é café?
c) A tira procura fazer humor baseado justamente num comportamento lingüístico incomum.

vestibular:Ufrj
tópico:Gramatica

sub-grupo:Verbos - tempo e modo
pergunta:Destaque do Texto II duas formas verbais que indicam fatos passados e estão grafadas de forma diversa à atual, apontando a ortografia agora vigente.



resposta:"Alevantarão" e "fugirão", que indicam, no texto, tempo passado, e não futuro, atualmente grafados alevantaram e fugiram.

vestibular:Unesp
tópico:Gramatica

sub-grupo:
pergunta:De acordo com a gramática normativa, a guarânia "Índia" apresentaria "erros" de concordância verbal. Revelando forte presença do registro informal da linguagem e sua espontaneidade, formas de tratamento em segunda e terceira pessoas se mesclam no mesmo contexto, com vistas a um efeito estilístico de aproximação entre as personagens. Tomando como modelo a concordância estabelecida na primeira estrofe, releia cuidadosamente o texto e, a seguir,
a) identifique os versos que configurariam "erros" de concordância verbal, na terceira estrofe;
b) rescreva os mesmos versos identificados no item e, de acordo com o que estabelece a gramática normativa.



resposta:a) Nos versos 13, 14, 15 e 18 percebe-se uma falta de uniformidade no uso do tratamento de 3 pessoa gramatical nas formas pronominais "LHE", "SEUS" e "VOCÊ" e no uso do imperativo em 2 pessoa: "FICA" e "DEIXA", considerada erro de concordância.

b) Correto na 3 pessoa
"E chegar a hora de dizer-LHE adeus,
FIQUE nos meus braços só mais um instante,
DEIXE os meus lábios se unirem aos SEUS.
..............................................................................
Que VOCÊ me deu."

Correto na 2 pessoa
"E chegar a hora de dizer-TE adeus,
FICA nos meus braços só mais um instante,
DEIXA os meus lábios se unirem aos TEUS.
..............................................................................
Que TU me deste."

vestibular:Uerj
tópico:Interpretacao

sub-grupo:
pergunta:O conto recria a tradicional história de Chapeuzinho Vermelho, citando suas marcas mais conhecidas e refazendo seu sentido original. Distanciando-se, ainda, da história conhecida, o narrador faz questão de assinalar o caráter ficcional da narrativa.
Esse procedimento, de apontar a própria narrativa como produto da ficção, explicita-se na seguinte passagem:
a) "Sua mãe mandara-a, com um cesto e um pote, à avó, que a amava, a uma outra e quase igualzinha aldeia." (par.3)
b) "Daí, que, indo, no atravessar o bosque, viu só os lenhadores, que por lá lenhavam; mas o lobo nenhum, desconhecido nem peludo." (par.5)
c) "A aldeia e a casa esperando-a acolá, depois daquele moinho, que a gente pensa que vê, e das horas, que a gente não vê que não são." (par.8)
d) "Demorou, para dar com a avó em casa, que assim lhe respondeu, quando ela, toque, toque, bateu:" (par.12)




resposta:[C]

 


Próxima Página »

Página 1 de 39