Questões de Estilo - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|
 

Questões Estilo

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Cefet-mg2006
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:"O vento varria as folhas,
O vento varria os frutos,
O vento varria as flores...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De frutos, de flores, de folhas."
(BANDEIRA, Manuel. "Canção do vento e da minha vida". In: CEREJA, William R. e MAGALHÃES, Thereza C. "Gramática reflexiva." São Paulo: Atual, 1999. p. 359)

NÃO é possível identificar, no fragmento acima, a figura de linguagem:
a) ironia.
b) anáfora.
c) metáfora.
d) gradação.



resposta:[A]

vestibular Cefet-mg2006
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:A linguagem denotativa foi utilizada em:
a) "As nossas poltronas eram ótimas, a projeção do filme era perfeita (...)". (ref. 5)
b) "Vivemos nas bordas dessa voracidade ao mesmo tempo ingênua e terrível (...)" (ref. 6)
c) "Fiquei pensando em como tudo naquela sociedade é feito para saciar apetites infantis (...)" (ref. 7)
d) "(...) mas a maioria dos que compram as armas e as munições só quer ter os brinquedos em casa." (ref. 4)



resposta:[A]

vestibular Cefet-mg2006
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:A figura de linguagem foi corretamente identificada em:
a) "Vivemos nas bordas dessa voracidade ao mesmo tempo ingênua e terrível (...)" (ref. 6) METONÍMIA
b) "Numa sociedade de brinquedos caros, quanto mais luzes e sirenas mais divertido (...)" (ref. 17) COMPARAÇÃO
c) "Nenhum carro de polícia ou de socorro do mundo é tão espalhafatoso quanto os americanos." (ref. 3) METÁFORA
d) "O caminho natural do apetite sem restrições é para o caldeirão de pipocas, para a Mega Coke (...)" (ref. 18) HIPÉRBOLE



resposta:[D]

vestibular Fgv2007
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:Considerando-se as figuras de linguagem utilizadas no texto, pode-se dizer que
a) as duas estrofes são uma metáfora de um pleno sentimento de paz.
b) o texto revela a antítese entre dois universos de atuação, com diferentes implicações.
c) há, nos versos, comparação entre atividades agrícolas e outras, voltadas à pecuária.
d) o verso "Sabeis quando é tarde, sabeis quando é cedo." contém uma hipérbole.
e) as estrofes apresentam, em sentido figurado, a defesa da preservação das ocupações voltadas ao campo.



resposta:[B]

vestibular Fgv2007
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:Em "campina desamparada", ocorre uma figura de linguagem que pode ser denominada como
a) anáfora.
b) hipérbole.
c) personificação.
d) perífrase.
e) eufemismo.



resposta:[C]

vestibular Fgv2007
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:No último verso da 2 estrofe - "Eu, não." - está presente a figura chamada de
a) ironia.
b) metáfora.
c) pleonasmo.
d) sinestesia.
e) zeugma.



resposta:[E]

vestibular Puc-rio2007
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:a) Na terceira estrofe do Texto 3, o autor usa diversos termos para se referir à bomba atômica. Explique a relação de sentido existente entre essa arma e o verso "LOELIA MINERAL CARNÍVORA".

b) Percebe-se, em todo o poema, a utilização de uma figura de linguagem que consiste na atribuição de ação, movimento e voz a coisas inanimadas. Indique o recurso figurado empregado e transcreva do texto um exemplo desse recurso.



resposta:a) O poeta relaciona a bomba atômica a uma flor, devido à semelhança de formato entre a flor e a bomba ao explodir; mas, não se trata de um vegetal, mas de um mineral, por causa do material de que é feita. E a relaciona a uma planta carnívora, porque figurativamente devora seres vivos.

b) Prosopopéia ou personificação. Verifica-se a presença desse recurso nos seguintes versos: "A bomba atômica é triste"; "Quando cai, cai sem vontade"; "Coitada da bomba atômica/ Que não gosta de matar!".

vestibular Cefet-ce2006
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:"... a horda de marginalizados vai inchar." (ref. 30) O autor empregou uma palavra fora de seu significado próprio, resultante de uma comparação que fica subentendida. Tal recurso estilístico chama-se:
a) comparação
b) catacrese
c) pleonasmo
d) metonímia
e) metáfora



resposta:[E]

vestibular Pucsp2007
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:Em uma grande concessionária de São Paulo leu-se a seguinte chamada: "Queima total de seminovos". A mesma estratégia foi utilizada em uma chamada de um grande hipermercado, em que se podia ler: "Grande queima de colchões".

Acerca dos sentidos criados por essas chamadas, é apropriado afirmar que
a) em ambas há uma utilização da linguagem em seu sentido estritamente literal.
b) apenas em uma delas a linguagem foi utilizada em seu sentido estritamente literal.
c) em ambas o sentido é metafórico e é apreendido pela associação com o contexto.
d) em ambas o sentido é metafórico e é apreendido apenas pelas regras gramaticais.
e) em ambas o sentido é metafórico e não pode ser apreendido porque é incoerente.



resposta:[C]

vestibular Cefet-ce2006
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:Na frase "a juventude francesa parece ter envelhecido" (ref. 10), tem-se um exemplo de:
a) metáfora
b) personificação
c) hipérbole
d) metonímia
e) eufemismo



resposta:[D]

vestibular Pucsp2007
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:Iracema, a virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que seu talhe de palmeira. O favo da jati não era doce como seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque como seu hálito perfumado (...) Cedendo à meiga pressão, a virgem reclinou-se ao peito do guerreiro, e ficou ali trêmula e palpitante como a tímida perdiz (...) A fronte reclinara, e a flor do sorriso expandia-se como o nenúfar ao beijo do sol (...). Em torno carpe a natureza o dia que expira. Soluça a onda trépida e lacrimosa; geme a brisa na folhagem; o mesmo silêncio anela de opresso. (...) A tarde é a tristeza do sol. Os dias de Iracema vão ser longas tardes sem manhã, até que venha para ela a grande noite.

Os fragmentos anteriores constroem-se estilisticamente com figuras de linguagem, caracterizadoras do estilo poético de Alencar. Apresentam eles, dominantemente, as seguintes figuras:
a) comparações e antíteses.
b) antíteses e inversões.
c) pleonasmos e hipérboles.
d) metonímias e prosopopéias.
e) comparações e metáforas.



resposta:[E]

vestibular Ufsm2007
tópico:Estilo

sub-grupo:Figuras de linguagem
pergunta:É uma índia com um colar
A tarde linda que não quer se pôr
Dançam as ilhas sobre o mar
Sua cartilha tem o a de que cor?
O que está acontecendo?
O mundo está ao contrário e ninguém reparou
O que está acontecendo?
Eu estava em paz quando você chegou.

Gonçalves Dias? Casimiro de Abreu? Castro Alves? Não! Estes versos são de Nando Reis, ex-Titãs. É possível identificar nesse fragmento:

I. Uma metáfora nos versos 1 e 2, entre índia / tarde.
II. As assonâncias, que estão marcadas em /a/, /o/ e /e/.
III. Comparação no verso 6.
IV. Rimas cruzadas e versos isométricos.

Está(ão) correta(s)
a) apenas I e II.
b) apenas I e III.
c) apenas III.
d) apenas II e IV.
e) apenas IV.



resposta:[A]