Banco de dados de questões do vestibular Ufu
questões de vestibulares
|
 

Questões Ufu

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufu1999
tópico:
Redacao

sub-grupo:Dissertação

pergunta:SITUAÇÃO A

Observe os trechos a seguir:

"O Natal do Secretário do Interior britânico, Jack Straw, foi daqueles inesquecíveis, mas que ele vai tentar apagar da memória. Um dos homens fortes do governo trabalhista, Straw sempre ocupou as primeiras páginas dos jornais defendendo tolerância zero para aqueles que usam drogas. Os pais dos jovens que se drogam devem cuidar melhor de seus filhos, pregava também Straw. Ele sugeria inclusive reformas na legislação para penalizar as famílias cujos adolescentes fossem apanhados pela polícia portando alguma droga ou cometendo atos ilícitos.
..........................................................................................
Nada pior, então, para o ministro Straw, do que descobrir que o seu filho adolescente, William, 17 anos, havia, em meados de dezembro passado, vendido haxixe para uma jornalista do tablóide 'Daily Mirror' .
..........................................................................................
Apesar do constrangimento, o ministro Straw teve um comportamento elogiado até pelos oposicionistas conservadores. Com o apoio do primeiro-ministro, levou o filho à polícia voluntariamente. Straw também não fugiu dos jornalistas. 'Ser pai significa dar amor, apoio e, quando é necessário, enfrentar a criança quando ela fez algo errado', disse. 'Quando uma criança erra, eu acho que os pais têm obrigação de agir imediatamente. Foi o que eu fiz.'"
(In: Revista ISTO É/1476-14/jan/98)

Segundo estatísticas, o consumo de drogas inicia-se cada vez mais cedo e atinge um número cada vez maior de jovens.

- Qual deve ser a atitude dos pais ao descobrir que seu filho é usuário de drogas?
- Você concorda com a atitude do Secretário do Interior britânico?

Após refletir sobre o texto apresentado, faça sua redação, apresentando seu ponto de vista sobre o comportamento que os pais devem ter com os filhos usuários de drogas.

Observações:
1 - Não se esqueça de que você deverá fazer um texto EXPOSITIVO OU ARGUMENTATIVO.
2 - Não deixe de dar um título a sua redação, de acordo com a orientação geral.
3 - Não copie trechos dos textos motivadores.


SITUAÇÃO B

Leia os trechos a seguir:

"O pequeno M.F.S., o 'Gaguinho', tem dez anos de idade e cata papelão nas ruas do Jardim Robru, no extremo leste da periferia de São Paulo. Vende o produto de seu trabalho a míseros R$ 0,04 o quilo e consegue levar para casa, ao final do dia, R$1. 'Dou uma parte para o meu pai comprar cigarro e o restante minha mãe junta para comprar comida', conta o garoto."
(In: "Isto É"/1439-30/abr/97)

"... o público aceita e aplaude os programas e as propagandas estreladas por crianças. Como essa que acaba de entrar no ar. Um grupo de garotos em idade de freqüentar o jardim-de-infância troca suas impressões sobre os carros dos pais. O do meu pai é alemão, anuncia um, o do meu pai é japonês, emenda outro, e cada um vai contando sua vantagem. No final, um deles garante que o carro do pai reúne todas as nacionalidades, pois é um modelo mundial e, portanto, melhor que todos os outros. O automóvel surge na cena e todos os coleguinhas ficam embasbacados."
(In: "Veja"/26/mar/97)

De acordo com "Isto É" 30/abr/97, "quatro milhões e meio de crianças têm o futuro comprometido porque são obrigados a trabalhar durante a infância".

Após refletir sobre os textos apresentados, faça sua redação, apresentando seu ponto de vista sobre o TRABALHO INFANTIL, utilizando argumentos que sustentem sua posição.

Observações:
1 - Não se esqueça de que você deverá fazer um texto EXPOSITIVO OU ARGUMENTATIVO.
2 - Não deixe de dar um título a sua redação, de acordo com a orientação geral.
3 - Não copie trechos dos textos motivadores.



resposta:
Argumentação.

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Pré-modernismo

pergunta:"Pobre terra da Bruzundanga! Velha, na sua maior parte, como o planeta, toda a sua missão tem sido criar a vida, e a fecundidade para os outros, pois nunca os que nela nasceram, os que nela viveram, os que a amaram e sugaram-lhe o leite, tiveram sossego sobre o seu solo!"
(Lima Barreto, OS BRUZUNDANGAS)

"Senhora Dona Bahia,
nobre e opulenta cidade,
madrasta dos Naturais,
E dos Estrangeiros madre.
Dizei-me por vida vossa,
em que fundais o ditame
de exaltar, os que aí vêm,
e abater, os que ali nascem?"
(Gregório de Matos, POESIAS SELECIONADAS)

Lima Barreto e Gregório de Matos estão distantes, cronologicamente, na Literatura Brasileira. Mas os autores podem ser aproximados pelo teor satírico que imprimiram às suas obras. Tome os fragmentos citados para responder às questões seguintes:

a) Fale sobre o tema que aproxima os dois textos.

b) Destaque do texto de Gregório de Matos um par de versos que tenha "uma figura de oposição" muito comum ao Barroco, classificando-a.

c) Aponte na prosa de Lima Barreto "uma figura de efeito sonoro" que seja comum ao gênero lírico, classificando-a.



resposta:
a) Ambos fazem crítica à realidade do país: a exaltação do estrangeirismo em detrimento do nacionalismo.

b) Em "exaltar" e "abater", tem-se a antítese.

c) Pobre teRRa de BRuzundanga - (variante brasileira) de "burundanga" - É a aliteração.

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:"Canção Amiga"

Eu preparo uma canção
em que minha mãe se reconheça,
todas as mães se reconheçam,
e que fale como dois olhos.

Caminho por uma rua
que passa em muitos países.
Se não me vêem, eu vejo
e saúdo velhos amigos.

Eu distribuo um segredo
como quem ama ou sorri.
No jeito mais natural
dois carinhos se procuram.

Minha vida, nossas vidas
formam um só diamante.
Aprendi novas palavras
e tornei outras mais belas.

Eu preparo uma canção
que faça acordar os homens
e adormecer as crianças."
(Carlos Drummond de Andrade, ANTOLOGIA POÉTICA)

Considere o poema acima e faça o que for pedido.

a) Explique a razão pela qual esse poema pode ser considerado lírico. Fundamente sua resposta com trechos do poema.

b) Se houvesse mudança da pessoa verbal do poema para a 3 pessoa, ainda assim o poema poderia ser considerado lírico? Fundamente sua resposta com trechos do poema.



resposta:
a) O poema lírico está centrado no EU. "Eu preparo uma canção". O poeta faz uma referência - de forma fragmentada - do seu modo de viver.

b) Sim, pois há o elemento subjetivo que interage nas ações do narrador.

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Considere o seguinte texto teórico antes de passar à questão:

"Esquematizando, pode-se dizer que a colonização produziu, com base no monopólio da terra, três classes de população: o latifundiário, o escravo e o 'homem livre', na verdade dependente. Entre os primeiros dois a relação é clara, é a multidão dos terceiros que nos interessa. Nem proprietários nem proletários, seu acesso à vida social e a seus bens depende materialmente do FAVOR, indireto ou direto, de um grande. O agregado é a sua caricatura. O favor é, portanto, o mecanismo através do qual se reproduz uma das grandes classes da sociedade, envolvendo também outra, a dos que têm. Note-se ainda que entre estas duas classes é que irá acontecer a vida ideológica, regida, em conseqüência, por este mesmo mecanismo."
(SCHWARZ, Roberto. "Ao vencedor as batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro". São Paulo: Duas Cidades, 1977, p.16)

De que forma a história narrada em CASA VELHA, de Machado de Assis, pode nos traçar um perfil da sociedade brasileira do século passado?

Organize sua resposta da seguinte forma:

a) Explique qual o motivo que aproxima o Cônego de D. Antônia ou Lalau de D. Antônia (escolher apenas uma personagem e D. Antônia).

b) Explique como esse episódio pode ser um retrato político social do Brasil da primeira metade do século XIX.



resposta:
a) A Igreja depende materialmente do favor daqueles possuidores de bens. Daí a relação de aproximação entre os personagens.

b) Há distinção de três classes sociais: o latifundiário, o escravo e o "homem livre". O Brasil caracteriza-se essencialmente pelo monopólio da terra. Os homens de poder são os latifundiários.

origem:Ufu1999
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Escreva, com suas palavras, os argumentos de que o autor se utiliza para sustentar a afirmação de que "a propaganda da caridade não rompe com o egoísmo, mas, paradoxalmente, tende a reforçá-lo".



resposta:
"A caridade deixa de ter o sentido de repartir o que se tem com quem nada tem, para tornar-se o mecanismo obscuro de compor sensações".

"Via de convencimento e, mais exatamente, de sedução. (...) recurso permitido para cultivar o narcisismo."

"Transformar os necessitados na cenografia de um grande fetiche."

origem:Ufu1999
tópico:
Gramatica

sub-grupo:Verbos - tempo e modo

pergunta:Observe os tempos verbais, em destaque, utilizados pelo autor nos trechos transcritos abaixo:

"No final da linha, em desgraçado TERÁ ENCONTRADO auxílio, remédio e agasalho, e o mundo TERÁ FICADO um pouco menos selvagem, ainda que momentaneamente." (par.2)
"Você VAI SE SENTIR maior e melhor"... (par.2)
"... em fazer parecer esmola o que DEVERIA SER um direito." (par.4)

A seguir, discorra sobre o emprego desses tempos verbais, na interpretação do texto.



resposta:
Os tempos verbais indicam a possibilidade em um futuro próximo.

origem:Ufu1999
tópico:
Gramatica

sub-grupo:Ortografia

pergunta:Construa um parágrafo explicando a que elemento(s) as palavras em destaque se referem:

a) "Mas a perversão não fica só NISSO." (par.4)

b) "Mas NISSO também consiste o fetiche..." (par.4)



resposta:
a) O "nisso" refere-se ao parágrafo anterior em que se analisou a questão da publicidade como elemento de perversão.

b) Considerar alguém superior que simplesmente entrega o que não lhe falta.

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Leia com atenção o trecho abaixo, retirado de "Casa Velha" de Machado de Assis e transponha-o para o discurso indireto.

D. Antônia chamou-me, sentei-me ao pé dela, com o padre Mascarenhas.

"- A casa está a suas ordens, disse-me ela. Fiz o que o Sr. Padre Mascarenhas me pediu, e a muito custo, não porque o não julgue pessoa capaz, mas porque os livros e papéis de meu marido ninguém mexe com eles."



resposta:
D. Antonia disse-me que a casa estava às minhas ordens. Fizera o que Padre Mascarenhas lhe pedira, e a muito custo, não porque o não julgasse pessoa capaz, mas porque os livros e papéis de seu marido ninguém mexeria com eles.

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Leia, atentamente, as seguintes afirmações sobre AUTO DO FRADE, de João Cabral de Melo Neto:

I - O texto pertence ao gênero dramático. Como o título indica, auto é uma peça breve.
II - A musicalidade, obtida por meio das rimas e do ritmo, pode caracterizar o texto como manifestação do gênero lírico.
III - Por conter elementos narrativos, como personagens e uma história, o texto ainda pode ser considerado como manifestação do gênero épico.
IV - O verso "Se já está morto. Se não dorme." possui oito sílabas poéticas, como este outro: "Não estamos todos aqui?".
V - Nestes pungentes versos: "Eu sei que no fim de tudo/um poço cego me fita", o poeta usou a figura prosopopéia.

Agora assinale a alternativa certa.
a) Estão corretas apenas as afirmativas I, II e III.
b) Estão corretas apenas as afirmativas I, IV e V.
c) Estão corretas apenas as afirmativas I, II e V.
d) Estão corretas apenas as afirmativas II, IV e V.
e) Todas as afirmativas estão corretas.



resposta:
[E]

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Numere a segunda coluna de acordo com a primeira.

(1) Eça de Queirós
(2) João Cabral de Melo Neto
(3) Jorge Amado
(4) Lima Barreto
(5) Machado de Assis

( ) Explora problemas sociais e políticos da zona urbana de Salvador, fixando tipos humanos, que são identificados pelo comportamento, pela classe social, e que só podem ser felizes na medida exata de seu marginalismo.

( ) Ironiza os escritores que utilizavam uma linguagem pomposa, como também os leitores que se deixavam impressionar por esta linguagem, propondo uma literatura mais próxima do leitor brasileiro.

( ) Aborda temática variada como a família, a vida pessoal, a terra natal, a visão da existência, os amigos, negando, sempre, a fuga da realidade.

( ) O ato de escrever para ele constitui um trabalho de depuração da linguagem. Combate o sentimentalismo através de uma postura racional, calculada e ressalta uma figura histórica que é o teórico da Confederação do Equador.

( ) Sua narrativa aborda problemas advindos dos valores da família oligárquica da sociedade brasileira do século XIX.

( ) Apresenta um painel da sociedade lisboeta em que aparecem, de forma objetiva, questões ligadas ao adultério e às formas de melhor resolvê-lo.

A seqüência obtida é:
a) 5, 3, 1, 2, 4
b) 3, 4, 1, 5, 2
c) 3, 5, 2, 1, 4
d) 3, 4, 2, 5, 1
e) 2, 4, 5, 3, 1



resposta:
[D]

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:"Cerâmica

Os cacos da vida, colados, formam uma estranha xícara.

Sem uso,
ela nos espia do aparador."

(Carlos Drummond de Andrade, ANTOLOGIA POÉTICA)

Das assertivas abaixo, qual NÃO se relaciona com o poema "Cerâmica"?
a) Há no poema a presença de imagens estranhas e pouco usuais.
b) A estética modernista inovou a poesia ao valorizar elementos simples do cotidiano.
c) O poeta modernista tem total e irrestrita liberdade para compor versos com métrica variada em um mesmo poema.
d) No Modernismo, há um acentuado distanciamento entre a língua escrita e a falada.
e) O poema é uma "tentativa de exploração e de interpretação do estar-no-mundo" no dizer do próprio autor.



resposta:
[D]

origem:Ufu1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Teoria Literária

pergunta:Assinale a afirmativa INCORRETA.
a) Enquanto a linguagem do historiador, do cientista se define como denotativa, a linguagem do autor literário se define como conotativa.
b) A literatura não existe fora de um contexto social, já que cada autor tem uma vivência social.
c) A obra literária não permite aos leitores gerar várias idéias e interpretações, pois trabalha a linguagem de forma exclusivamente objetiva.
d) A linguagem poética é constituída por uma estrutura complexa, pois acrescenta ao discurso lingüístico um significado novo, surpreendente.
e) Para o entendimento de um texto literário, é necessário o conhecimento do código lingüístico e de uma pluralidade de códigos: retóricos, míticos, culturais, que se encontram na base da estrutura artístico-ideológica do texto.



resposta:
[C]

 


Próxima Página »

Página 1 de 16