Questões de Botânica - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|

 

Questões Botânica


REF. Perguntas / Respostas
vestibular Ufal
tópico:Botânica

sub-grupo:Briofitas
pergunta:Compare o esporófito de uma samambaia ao esporófito de um musgo.

resposta:ESPORÓFITO DE SAMAMBAIA: Vegetal verde, perene, vascular e capaz de produzir esporos por meiose. Constituído por raiz, caule do tipo rizoma e fronde.

ESPORÓFITO DE MUSGO: Fase transitória, parasita do gametófito feminino, avascular e capaz de produzir esporos por meiose. Constituído por uma haste na extremidade da qual se localiza o esporângio.

vestibular Uerj
tópico:Botânica

sub-grupo:Briofitas
pergunta:Certos vegetais apresentam apenas um único tipo de abastecimento de água. Tal mecanismo é baseado em fenômenos osmóticos, que envolvem uma pressão de sucção no interior da célula (S‹), uma pressão de membrana (M) e uma pressão de difusão (S
C). O esquema a seguir, que representa uma planta parcialmente mergulhada na água, mostra o fenômeno.
briofitas
Esses vegetais pertencem ao seguinte grupo:
a) briófitas
b) pteridófitas
c) angiospermas
d) gimnospermas

resposta:A

vestibular Uel
tópico:Botânica

sub-grupo:Briofitas
pergunta:O pequeno porte das briófitas deve-se, fundamentalmente, à falta de
a) estruturas para absorção de água e sais.
b) tecidos condutores de seiva.
c) alternância de gerações.
d) reprodução sexuada.
e) flores.

resposta:B

vestibular Ufpe
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Esta questão diz respeito aos grandes grupos vegetais.
( ) Na maioria terrestres, de lugares úmidos e de pequeno porte (alguns centímetros), os musgos e as hepáticas são briófitas.
( ) As samambaias e as avencas são pteridófitas. Os primeiros vegetais a apresentarem tecidos condutores de seiva (vasos liberianos e vasos lenhosos).
( ) As espermatófitas (traqueófitas mais evoluídas) incluem dois grandes grupos: as gimnospermas, sem frutos, e as angiospermas, com frutos protegendo as sementes.
( ) As angiospermas têm grande interesse econômico na maioria são árvores, algumas das quais de grande porte como Pinheiros, Ciprestes, Coníferas e Sequóias.
( ) Um aspecto marcante e exclusivo das gimnospermas é a chamada dupla fecundação, a partir da qual são produzidos dois núcleos diplóides.

resposta:V V V F F

vestibular Ufpe
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Analise as estruturas numeradas na figura a seguir e as proposições apresentadas a respeito das mesmas.


( ) Na figura é mostrado o esquema da flor de uma angiosperma em fecundação.
( ) Em a é mostrado o 1º verticilo floral - a corola, formada por sépalas, de função atrativa.
( ) Em b tem-se o 2º verticilo floral - o cálice, conjunto de pétalas e que tem função nutritiva para o saco embrionário.
( ) Em c é mostrado um estame, que é formado por filete, conectivo e antera.
( ) Em d é mostrado o 4º verticilo floral - o gineceu, com indicação do ovário (1), estilete (2) e estigma (3).

resposta:V F F V V

vestibular Puccamp
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Instruções: Leia atentamente o texto adiante para responder às questões a seguir.

MONTEIRO LOBATO (1882-1947)

1. As obras "infantis" de Monteiro Lobato ajudaram muito na formação de milhares de pequenos brasileiros que, quando marmanjos, passariam a citar de boca cheia, e às vezes sem confessar, uma porção de coisas que aprenderam com as personagens do Sítio do Picapau Amarelo, inesquecíveis companheiras de aventuras por vários tempos e espaços. Quanto da história e da mitologia grega não se aprende ao lado da boneca Emília, que tagarela pedantemente com Péricles ou com Hércules? Na "História do mundo para as crianças", vai-se da origem do universo (sabiamente explicada pela vovó Benta como hipótese), passando pelo uso do fogo, pelos hieróglifos, pelos assírios e babilônios, pelo império romano, pelos tempos da cavalaria, pelas revoluções do século XVIII, até à chamada "era dos milagres", que é como Lobato batizou a vida com luz elétrica, telefone, cinema - e com o manejo atômico que deu na tragédia de Hiroshima, epílogo também do livro, que termina com esta frase da vovó sabida: "O tempo, só o tempo pode curar o grande defeito da humanidade - que é ser muito criança ainda". Dona Benta (permito-me eu), o homem continua brincando, e seus brinquedos são cada vez mais fantásticos e perigosos...
2. Sempre foi intenção de Lobato ensinar sem ser chato, opinar sem ser pretensioso. Se Dona Benta é uma velha de óculos e muita leitura, Emília é uma abelhuda crítica e irreverente. Em "Emília no país da Gramática", onde não faltam lições de fonética, de formação e de classes de palavras, há esta frase da boneca que muito lingüista moderno poderia adotar como lema, fazendo coro com os alunos: "- Que peste é a tal Gramática!". Já depois de ler a "Aritmética da Emília", o jovem leitor lamentará que Lobato não tenha entrado na Álgebra e na Geometria, nas expressões, nas equações de todos os graus, nas seqüências e nas funções - para que o escritor lhe apresentasse alguns dos "bichos de sete cabeças" da Matemática com a mesma graça e eficácia com que iniciara os meninotes nas frações e nos números complexos. Também um iniciante na Física não pode se queixar, lendo a "História das invenções": são sugestivas as explicações sobre a operação das alavancas (que permitiu ao homem a construção das pirâmides), das roldanas, das dragas (com as quais se escavou o Canal do Panamá), dos guindastes, dos moinhos... Nesse mesmo livro, qualquer um admirará a facilidade com que se explica a formação e as propriedades do vidro, do carvão, do petróleo... Quanto ao petróleo, não custa lembrar que a campanha nacionalista de Lobato, que incluía a exploração estatal do "ouro negro" (como também a do ferro), custou-lhe seis meses de cadeia, em 1941, num período especialmente sombrio da história do nosso país e trágico da história universal. Em "O poço do Visconde", jorra o precioso óleo em pleno sítio, e não falta a chegada do técnico norte-americano para tentar tomar conta da situação e acabar escorraçado pelos indignados habitantes...
3. Em "A reforma da natureza", as experiências realizadas por Emília e pelo Visconde geram monstros: 1alteram o funcionamento de "Dona Pituitária" em insetos, que assim adquirem novas formas, proporções e propriedades, espantando os vizinhos e provocando em D. Benta uma verdadeira manifestação ecológica: "- Mas que absurdo, Emília, reformar a natureza! Quem somos nós para corrigir qualquer coisa que existe? E quando reformamos qualquer coisa, aparecem logo muitas conseqüências 2que não previmos. Tudo quanto existe levou milhões de anos a formar-se, a adaptar-se; e se está no ponto em que está, existem mil razões para isso." Que diria hoje D. Benta acerca da clonagem e dos transgênicos?
4. As adaptações que faz Lobato de obras ficcionais ou a recuperação de fatos históricos são também notáveis: seu "D. Quixote" é alegre e comovente, seu "Hans Staden" introduz o leitor num capítulo importante de nossa história colonial, nem falta a apresentação de personagens como Marco Polo, Bolívar e Lincoln, conhecido por suas frases lapidares. O que espanta nessa pluralidade é que nada surge como aleatório, tudo parece fazer parte de uma didática natural, proveitosa e sempre polemizada pela palpiteira Emília.
5. O leitor que percorra essa obra notará, em muitos pontos, o quanto ela tem de orgânico. Se num livro o autor se referia, por exemplo à máquina a vapor, em outro esse invento vem associado ao carvão-de-pedra que, "mais o ferro, foi o que deu a vitória aos ingleses. Sem isso, a Inglaterra seria um quase nada, como o fora antes da invenção de Watt".
6. Ao instalar suas criaturas numa base rural, dispondo-se a dali falar de tudo e a contar qualquer história (numa linguagem ao mesmo tempo exata, imaginativa e fluente, sem concessões à famigerada "literatura infantil"), Lobato parece ter querido reunir a beleza natural do primitivo ao encantamento pelo enciclopédico. De certa forma, reuniu a seu modo as realidades de um país ainda arcaico e já moderno, contradição nossa até hoje. Soube admirar tanto a mangueira frondosa quanto a técnica fecunda; se vivesse nos dias de hoje, provavelmente estaria batalhando pelo desenvolvimento sustentável.
7. Sempre haverá a curiosidade nossa de saber o que Emília pensaria hoje da globalização, da difusão de novas seitas, dos conflitos religiosos, das ações terroristas... . Se nada mais sobrasse da obra de Lobato, essa vivíssima boneca de pano expressaria sempre um fundamento de malandragem, humor e vivacidade crítica - combinação que, dizem alguns, resume algo de nosso "temperamento", forjado no caldeirão de raças e culturas de que procedemos. (Eurípides de Souza e Passos, inédito)
No parágrafo 6 é citada uma mangueira frondosa. Assinale a alternativa da tabela que contém características corretas da classe à qual essa árvore pertence.
frondosa


resposta:E

vestibular Ufmt
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:O cultivo de plantas pelo homem está entre os mais importantes fatos que propiciaram o desenvolvimento de grandes civilizações. Os itens seguintes referem-se à estrutura, classificação e fisiologia de alguns vegetais cultivados. Julgue-os.
( ) O milho é um vegetal do grupo das monocotiledôneas.
( ) A soja produz semente sem proteção.
( ) A cenoura é um vegetal rico em vitamina A, cuja parte comestível e largamente comercializada é uma raiz tuberosa.
( ) A castanha de caju é o fruto do cajueiro, enquanto que a parte carnosa (caju) é um pseudofruto.

resposta:V F V V

vestibular Ufpr
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Analisando-se os diferentes grupos vegetais, é correto afirmar que:
01 - As briófitas são plantas avasculares e dependem da água para completarem seu ciclo biológico.
02 - As pteridófitas são portadoras de um sistema condutor.
04 - As gimnospermas possuem semente protegida pelo pericarpo.
08 - As fanerógamas formam o grupo dos vegetais portadores de flores e sementes.
16 - As angiospermas são subdivididas em monocotiledôneas e dicotiledôneas, de acordo apenas com o tipo de folhas que possuem.
32 - Todos os vegetais, desde os de organização mais simples até os de organização mais complexa, apresentam frutos.
v Soma ( )

resposta:01 + 02 + 08 = 11

vestibular Ufla
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Através de uma lâmina, em microscópio óptico, é possível distinguir o corte da raiz do corte do caule de uma dicotiledônea jovem porque:
I - O xilema é alternado com o floema na raiz, enquanto que no caule se observa xilema para fora e floema para dentro.
II - O caule não apresenta endoderme nítida e a raiz só possui periciclo.
III - A raiz não possui câmbio e o caule tem. Para esta questão assinale:
a) Se só uma proposição estiver correta.
b) Se todas as proposições estiverem erradas.
c) Se a primeira e a segunda estiverem corretas.
d) Se a primeira e a terceira estiverem corretas.
e) Se todas as proposições estiverem corretas.

resposta:B

vestibular Ufmg
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Observa-se que as bananeiras inibem o crescimento de outras espécies de vegetais plantadas próximo a elas. Para verificar se essa inibição é provocada por uma substância produzida pelas bananeiras, o melhor procedimento será
a) comparar o crescimento das outras espécies cultivadas com extrato de bananeiras, em ambiente com a mesma intensidade luminosa.
b) comparar o crescimento das outras espécies em cultivos com e sem aplicação de extrato de bananeiras.
c) comparar o crescimento das outras espécies cultivadas com extratos de bananeiras, em diferentes temperaturas.
d) analisar quimicamente extratos das bananeiras e de outras espécies.

resposta:B

vestibular Unifesp
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Mamíferos e angiospermas são considerados grupos de grande sucesso adaptativo, em parte, devido aos seus mecanismos de reprodução. Com relação à reprodução sexuada,
a) descreva como ocorre a fecundação num mamífero.
b) descreva como ocorre a fecundação numa angiosperma.

resposta:
a) Nos mamíferos a fecundação é interna e envolve a união, no interior do organismo feminino, dos gametas masculino móvel (espermatozóide) e feminino imóvel (óvulo). O desenvolvimento é direto e ocorre, em geral, no interior do útero materno.
b) Em angiospermas a fecundação é dupla e ocorre no interior da flor, mais precisamente no interior do ovário, onde estão localizados os óvulos. Nestas estruturas se localizam os gametas femininos, a oosfera e os núcleos polares. Os gametas masculinos representados pelos dois núcleos espermáticos contidos no tubo polínico, fecundam, respectivamente, a oosfera originando o embrião 2N e os núcleos polares originando o endosperma 3N.

vestibular Unesp
tópico:Botânica

sub-grupo:Angiospermas
pergunta:Analisando-se ao microscópio óptico uma lâmina contendo um corte transversal de uma estrutura vegetal, chegou-se a conclusão de que se tratava de um caule de Monocotiledônea típico. Quais foram as evidências anatômicas presentes que permitiram reconhecer a estrutura como:
a) caule?
b) pertencente a Classe das Monocotiledôneas?

resposta:
a) Presença de feixes liberolenhosos.
b) Os feixes de vasos codutores acham-se dispersos.

 
celula virtual - para ensino medio

 




anatomia sistema circulatorio