Questões de Educação Ambiental - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|

 

Questões Educação Ambiental


REF. Perguntas / Respostas
vestibular PUC
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:Em aterros sanitários encontramos drenos (espaços por onde é possível deixar escapar o gás produzido pela decomposição do lixo).
Esses drenos liberam gases capazes de serem queimados.
Assinale a alternativa que relaciona corretamente um exemplo desses gases combustíveis e sua forma de produção.
(A) Metano, produzido por bactérias anaeróbias.
(B) Metano, produzido por bactérias aeróbias.
(C) Metano, produzido por reações químicas abióticas.
(D) Oxigênio, produzido por bactérias anaeróbias.
(E) Gás carbônico, produzido por reações químicas abióticas.


resposta:(A) metano, produzido por bactérias anaeróbias.
Nos aterros sanitários, após a fase aeróbia, quando ocorre produção de CO2, passa a ocorrer a fase anaeróbica, com produção de gases como o gás carbônico (CO2) metano (CH4) e gás sulfídrico (H2S).
Destes, somente o metano é gás combustível.


vestibular UFSCar
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:Mais de 500 variedades de plantas estão sendo atacadas na Califórnia, Estados Unidos, por minúsculos insetos, originários do Oriente Médio.
Os técnicos americanos não têm obtido sucesso no controle dessa praga.
Quatro causas que poderiam favorecer a ocorrência de tal praga foram apresentadas: I – Inexistência de inimigos naturais desses insetos na Califórnia.
II – Deficiência de defesas naturais das plantas.
III – Uso inadequado de determinados defensivos agrícolas.
IV – Fatores abióticos favoráveis ao desenvolvimento desses insetos na Califórnia.
Para a situação descrita, é possível aceitar a) a causa I, apenas.
b) as causas I e II, apenas.
c) as causas I, III e IV, apenas.
d) as causas I, II e III, apenas.
e) as causas I, II, III e IV.


resposta:E

vestibular UEL
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:Os especialistas têm observado que a temperatura média anual está aumentando.
Uma das causas desse aumento é o "efeito estufa", cuja ocorrência se deve: a) Ao aumento da concentração de monóxido de carbono na atmosfera.
b) Ao aumento da concentração de dióxido de carbono na atmosfera.
c) Ao aumento da concentração de nitrogênio na atmosfera.
d) À diminuição da concentração de oxigênio na atmosfera.
e) À diminuição da concentração da camada de ozônio na atmosfera.
"A lagoa da Pampulha, represa construída em 1938 e que se tornou um dos cartões-postais de Belo Horizonte (MG), já perdeu 50% de seu volume de água e 40% de sua área em decorrência do assoreamento e da poluição.
" (Folha de São Paulo, 22.03.2000, p. 3-6. O assoreamento de cursos de água e de represas é conseqüência do seguinte fenômeno: a) El Niño.
b) Seca.
c) Erosão.
d) La Niña.
e) Poluição química.


resposta:B

vestibular UEL
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:"A lagoa da Pampulha, represa construída em 1938 e que se tornou um dos cartões-postais de Belo Horizonte (MG), já perdeu 50% de seu volume de água e 40% de sua área em decorrência do assoreamento e da poluição." (Folha de São Paulo, 22.03.2000, p. 3-6.) O assoreamento de cursos de água e de represas é conseqüência do seguinte fenômeno:
a) El Niño.
b) Seca.
c) Erosão.
d) La Niña.
e) Poluição química.

resposta:C

vestibular Fuvest-2ª-fase-2004
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:
a) O esquema mostra, de maneira simplificada, o ciclo de que elemento químico?
b) Que informação, dada pelo esquema, permite identificar esse elemento químico?
c) Cite duas classes de macromoléculas presentes nos seres vivos, que contenham esse elemento químico.


resposta:a) O esquema mostra o ciclo do elemento químico nitrogênio (N).
b) O elemento químico nitrogênio é fixado biologicamente por bactérias e cianobactérias.
c) Proteínas e ácidos nucléicos (DNA e RNA) são macromoléculas orgânicas que contêm nitrogênio em sua composição química.


vestibular Unesp
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:O homem moderno tem provocado freqüentes desequilíbrios na natureza. A presença de poluentes na atmosfera, na água e no solo tem gerado diferentes tipos de poluição com danos à saúde dos seres vivos e, em especial, à do homem. Entre estes agentes poluidores estão os metais pesados, tais como cobre, chumbo e mercúrio e, entre os óxidos de carbono, o mais perigoso, que é o monóxido de carbono (CO).
a) De que forma o monóxido de carbono poderá ser prejudicial à saúde humana quando inspirado pelo homem?
b) Como os metais pesados poderão prejudicar o meio ambiente?

resposta:a) O monóxido de carbono (CO) se combina com a hemoglobina tornando-a inutilizável para o transporte de oxigênio.
b) Metais pesados são substâncias não biodegradáveis e, quando assimilados pelos seres vivos, apresentam efeito cumulativo nas cadeias alimentares. Tal efeito pode causa prejuízos incalculáveis para a biodiversidade, principalmente para os elos finais das cadeias e teias alimentares.

vestibular Puccamp
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:MONTEIRO LOBATO (1882-1947)

1. As obras "infantis" de Monteiro Lobato ajudaram muito na formação de milhares de pequenos brasileiros que, quando marmanjos, passariam a citar de boca cheia, e às vezes sem confessar, uma porção de coisas que aprenderam com as personagens do Sítio do Picapau Amarelo, inesquecíveis companheiras de aventuras por vários tempos e espaços. Quanto da história e da mitologia grega não se aprende ao lado da boneca Emília, que tagarela pedantemente com Péricles ou com Hércules? Na "História do mundo para as crianças", vai-se da origem do universo (sabiamente explicada pela vovó Benta como hipótes
e), passando pelo uso do fogo, pelos hieróglifos, pelos assírios e babilônios, pelo império romano, pelos tempos da cavalaria, pelas revoluções do século XVIII, até à chamada "era dos milagres", que é como Lobato batizou a vida com luz elétrica, telefone, cinema - e com o manejo atômico que deu na tragédia de Hiroshima, epílogo também do livro, que termina com esta frase da vovó sabida: "O tempo, só o tempo pode curar o grande defeito da humanidade - que é ser muito criança ainda". Dona Benta (permito-me eu), o homem continua brincando, e seus brinquedos são cada vez mais fantásticos e perigosos...
2. Sempre foi intenção de Lobato ensinar sem ser chato, opinar sem ser pretensioso. Se Dona Benta é uma velha de óculos e muita leitura, Emília é uma abelhuda crítica e irreverente. Em "Emília no país da Gramática", onde não faltam lições de fonética, de formação e de classes de palavras, há esta frase da boneca que muito lingüista moderno poderia adotar como lema, fazendo coro com os alunos: "- Que peste é a tal Gramática!". Já depois de ler a "Aritmética da Emília", o jovem leitor lamentará que Lobato não tenha entrado na Álgebra e na Geometria, nas expressões, nas equações de todos os graus, nas seqüências e nas funções - para que o escritor lhe apresentasse alguns dos "bichos de sete cabeças" da Matemática com a mesma graça e eficácia com que iniciara os meninotes nas frações e nos números complexos. Também um iniciante na Física não pode se queixar, lendo a "História das invenções": são sugestivas as explicações sobre a operação das alavancas (que permitiu ao homem a construção das pirâmides), das roldanas, das dragas (com as quais se escavou o Canal do Panamá), dos guindastes, dos moinhos... Nesse mesmo livro, qualquer um admirará a facilidade com que se explica a formação e as propriedades do vidro, do carvão, do petróleo... Quanto ao petróleo, não custa lembrar que a campanha nacionalista de Lobato, que incluía a exploração estatal do "ouro negro" (como também a do ferro), custou-lhe seis meses de cadeia, em 1941, num período especialmente sombrio da história do nosso país e trágico da história universal. Em "O poço do Visconde", jorra o precioso óleo em pleno sítio, e não falta a chegada do técnico norte-americano para tentar tomar conta da situação e acabar escorraçado pelos indignados habitantes...
3. Em "A reforma da natureza", as experiências realizadas por Emília e pelo Visconde geram monstros: 1alteram o funcionamento de "Dona Pituitária" em insetos, que assim adquirem novas formas, proporções e propriedades, espantando os vizinhos e provocando em D. Benta uma verdadeira manifestação ecológica: "- Mas que absurdo, Emília, reformar a natureza! Quem somos nós para corrigir qualquer coisa que existe? E quando reformamos qualquer coisa, aparecem logo muitas conseqüências 2que não previmos. Tudo quanto existe levou milhões de anos a formar-se, a adaptar-se; e se está no ponto em que está, existem mil razões para isso." Que diria hoje D. Benta acerca da clonagem e dos transgênicos?
4. As adaptações que faz Lobato de obras ficcionais ou a recuperação de fatos históricos são também notáveis: seu "D. Quixote" é alegre e comovente, seu "Hans Staden" introduz o leitor num capítulo importante de nossa história colonial, nem falta a apresentação de personagens como Marco Polo, Bolívar e Lincoln, conhecido por suas frases lapidares. O que espanta nessa pluralidade é que nada surge como aleatório, tudo parece fazer parte de uma didática natural, proveitosa e sempre polemizada pela palpiteira Emília.
5. O leitor que percorra essa obra notará, em muitos pontos, o quanto ela tem de orgânico. Se num livro o autor se referia, por exemplo à máquina a vapor, em outro esse invento vem associado ao carvão-de-pedra que, "mais o ferro, foi o que deu a vitória aos ingleses. Sem isso, a Inglaterra seria um quase nada, como o fora antes da invenção de Watt".
6. Ao instalar suas criaturas numa base rural, dispondo-se a dali falar de tudo e a contar qualquer história (numa linguagem ao mesmo tempo exata, imaginativa e fluente, sem concessões à famigerada "literatura infantil"), Lobato parece ter querido reunir a beleza natural do primitivo ao encantamento pelo enciclopédico. De certa forma, reuniu a seu modo as realidades de um país ainda arcaico e já moderno, contradição nossa até hoje. Soube admirar tanto a mangueira frondosa quanto a técnica fecunda; se vivesse nos dias de hoje, provavelmente estaria batalhando pelo desenvolvimento sustentável.
7. Sempre haverá a curiosidade nossa de saber o que Emília pensaria hoje da globalização, da difusão de novas seitas, dos conflitos religiosos, das ações terroristas... . Se nada mais sobrasse da obra de Lobato, essa vivíssima boneca de pano expressaria sempre um fundamento de malandragem, humor e vivacidade crítica - combinação que, dizem alguns, resume algo de nosso "temperamento", forjado no caldeirão de raças e culturas de que procedemos.
(Eurípides de Souza e Passos, inédito)
v 1. ... se (Lobato) vivesse nos dias de hoje, provavelmente, estaria batalhando pelo desenvolvimento sustentável, que pode ser entendido como

a) aquele que atende às necessidades de recursos naturais do presente, sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas próprias necessidades.
b) sinônimo de política desenvolvimentista, defendido principalmente pelos países em desenvolvimento como forma de superar as desigualdades econômicas e sociais.
c) uma tese apresentada e defendida pelas nações mais ricas que se comprometem a auxiliar os países pobres a se industrializar de forma rápida e autônoma.
d) um conjunto de técnicas industriais e agrícolas capaz de prover verdadeiras revoluções econômicas nos países que o implantarem.
e) uma generalização de hábitos de consumo entre a população de média e baixa renda, de modo que esta possa melhorar o padrão de vida.

resposta:A

vestibular Ufmt
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:A floresta amazônica caracteriza-se pela presença de árvores exuberantes que servem de abrigo e fonte de alimentos a inúmeros animais, tanto vertebrados quanto invertebrados. Sobre as conseqüências da derrubada desta floresta, julgue os itens.
( ) O solo a médio prazo se torna empobrecido, pois os nutrientes acumulados nas camadas superficiais do solo são lixiviados.
( ) A destruição do habitat pode levar à redução da biodiversidade animal.
( ) O solo extremamente fértil da região garante por longo período de tempo uma alta produtividade agrícola.

resposta:V V F

vestibular Ufmt
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:O século 20 foi marcado pelos avanços tecnológicos, mudanças no comportamento social e o surgimento e o alastramento de várias doenças. Diante do exposto e com base em seus conhecimentos, julgue os itens.
( ) Os grandes aglomerados humanos contribuíram para o avanço de novas doenças.
( ) O desmatamento de áreas naturais pode trazer à tona microorganismos desconhecidos.
( ) Os avanços tecnológicos possibilitaram também o aumento na incidência de diversos tipos de contaminação.
( ) A melhoria da qualidade de vida do homem, segundo o prêmio nobel de medicina Lederberg (Globo Ciência, 1993), também, paradoxalmente, pode tornar mais vulneráveis as defesas do organismo.

resposta:V V V V

vestibular Ufrn
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:Caros candidatos;
Vocês estão convidados a fazer um passeio numa área de Mata Atlântica, onde verão um maravilhoso ecossistema.
Nesse passeio, vocês estarão em contato com a natureza, verão de perto a diversidade da fauna e da flora, compreenderão como as espécies se inter-relacionam, se reproduzem e como se dão alguns fenômenos biológicos nos seres que vivem ali e até naqueles que visitam esse ambiente.
Vocês terão a oportunidade de verificar de que maneira o homem pode interferir nesse meio, alterando-o, e quais as conseqüências disso. Também serão convocados a responder a questões básicas no campo da Biologia.
Para tanto, contarão com a companhia de Ribossomildo, um experiente pesquisador, que lhes servirá de guia. Ele dispõe de material para ilustrar, quando necessário, essa atividade de campo.
Fiquem tranqüilos: vocês estão preparados, e o passeio será muito proveitoso, pois Ribossomildo só lhes dará informações cientificamente corretas. Vamos lá?!!!

4. Ao enveredar por outro caminho, o grupo inesperadamente encontra uma extensa área em que a floresta foi derrubada e queimada. Indignado com tamanha agressão à natureza, Ribossomildo recita estes versos de Carlos Drummond de Andrade: De cada cem árvores antigas
Restam cinco testemunhas acusando
O incrível carrasco secular.
Restam cinco, não mais. Resta o fantasma
Da orgulhosa floresta primitiva.
In: "GLOBO CIÊNCIA", Ano 1 - Nº 1

Em seguida, Ribossomildo declara que essa devastação pode ocasionar o(a)
a) aumento da camada de húmus, ao longo do tempo, favorecendo a erosão.
b) lançamento, na atmosfera, de gases tóxicos, como o clorofluorcarbono (CFC).
c) formação de ácido sulfúrico que, na atmosfera, reage com oxigênio causando chuva ácida.
d) redução da infiltração de água no solo e da quantidade de nutrientes devido às enxurradas.

resposta:D

vestibular Uerj
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:Maior floresta equatorial do planeta, com reflexos no meio ambiente mundial, a Amazônia registra grande número de raios, que caem a menos de 15km do solo e têm efeito destrutivo na camada de ozônio. ("Jornal do Brasil", 14/07/99)

A camada de ozônio da atmosfera é importante para o meio ambiente porque:
a) fornece oxigênio, reduzindo a respiração vegetal
b) reage com ácido sulfúrico, formando a chuva ácida
c) bloqueia a radiação ultravioleta, protegendo os tecidos animais
d) facilita a passagem da radiação infravermelha, diminuindo a ocorrência de mutagênese

resposta:C

vestibular Unb
tópico:Educação Ambiental

sub-grupo:
pergunta:Algumas pesquisas estimam que, somente na Amazônia, encontram-se cerca de 30% de todo o estoque genético do planeta. Entretanto, essa riqueza está sendo rapidamente destruída pelo desmatamento para a extração de madeira e a exploração agrícola e pecuária. Os pequenos agricultores são responsáveis por 30% do total do desmatamento observado na região. Como mudam freqüentemente de local, observa-se nas áreas que abandonam, o aparecimento de florestas secundárias. Com o auxílio do texto, julgue os seguintes itens. (1) A transformação de florestas em áreas agrícolas e em pastagens afeta a vegetação e as espécies animais que dependem da floresta para abrigo e alimentação.
(2) Fatores como tolerância ao fogo, peso das sementes e dispersão destas por animais podem afetar o renascimento diferencial de espécies vegetais da floresta.
(3) É correto atribuir aos pequenos agricultores os principais problemas da Amazônia.
(4) O aparecimento de florestas secundárias aumenta o efeito estufa.
(5) Medidas como a regulamentação da exploração de madeira e a desapropriação de áreas de interesse florestal representariam algumas ações eficientes na proteção da floresta amazônica.


resposta:Itens corretos: 1, 2 e 5
Itens errados: 3 e 4

 


Próxima Página »

Página 1 de 4


celula virtual - para ensino medio

 




anatomia sistema linfatico