Banco de dados de questões sobre Mamiferos
questões de vestibulares
|

 

Questões Mamiferos

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufpe
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:Na(s) questão(ões) a seguir escreva nos parênteses a letra (V) se a afirmativa for verdadeira ou (F) se for falsa. Tendo a figura como um elemento ilustrador, analise as proposições apresentadas com relação à digestão nos ruminantes.


( ) Os ruminantes, entre os quais citamos bois e cabras, durante várias horas do dia apenas cortam os vegetais e os engolem sem mastigação.
( ) Na primeira câmara estomacal (rúmen), que funciona como armazenadora, ocorre uma intensa fermentação, proporcionada por uma abundante flora bacteriana.
( ) Pouco a pouco, o alimento passa para a 2º câmara (retículo) onde é compactado em massas mais ou menos esféricas e, por inversão voluntária do peristaltismo do esôfago, essas massas voltam à boca e só então demoradamente mastigadas.
( ) Numa segunda deglutição passa diretamente para a terceira câmara (Omaso ou coagulador) onde atua o suco gástrico digerindo os alimentos e parte das bactérias simbiônticas que digerem celulose, passando o alimento para a 4º e última câmara - o abomaso.
( ) É no Abomaso (folhoso) que termina a digestão e onde ocorre uma intensa ação mecânica e continua a fermentação.

resposta:V V V F F

origem:Puccamp
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:A MÁQUINA A VAPOR: UM NOVO MUNDO, UMA NOVA CIÊNCIA.

1 As primeiras utilizações do carvão mineral verificaram-se esporadicamente até o século Xl; ainda que não fosse sistemática, sua exploração ao longo dos séculos levou ao esgotamento das jazidas superficiais (e também a fenômenos de poluição atmosférica, lamentados já no século XIII). A necessidade de se explorarem jazidas mais 1profundas levou logo, já no século XVII, a uma dificuldade: 2a de ter que se esgotar a água das galerias profundas. O esgotamento era feito ou à força do braço humano ou mediante uma roda, movida ou por animais ou por queda d'água. Nem sempre se dispunha de uma queda d'água próxima ao poço da mina, e o uso de cavalos para este trabalho era muito dispendioso, ou melhor, ia contra um princípio que não estava ainda formulado de modo explícito, mas que era coerentemente adotado na maior parte da decisões produtivas: o princípio de se empregar energia não-alimentar para obter energia alimentar, evitando fazer o contrário. O cavalo é uma fonte de energia melhor do que o boi, dado que sua força é muito maior, mas são maiores também suas exigências alimentares: não se contenta com a celulose - resíduo da alimentação humana-, mas necessita de aveia e trevos, ou seja, cereais e leguminosas; compete, pois, com o homem, se se considera que a área cultivada para alimentar o cavalo é subtraída da cultivada para a alimentação humana; pode-se dizer, portanto, que utilizar o cavalo para extrair carvão é um modo de utilizar energia alimentar para obter energia não-alimentar. Daí a não-economicidade de sua utilização, de modo que muitas jazidas de carvão que não dispunham de uma queda d'água nas proximidades só puderam ser exploradas na superfície. Ainda hoje existe um certo perigo de se utilizar energia alimentar para se obter energia não-alimentar: num mundo que conta com um bilhão de desnutridos, há quem pense em colocar álcool em motores de automóveis. Esta será uma solução "econômica" somente se os miseráveis continuarem miseráveis.

2 - Até a invenção da máquina a vapor, no fim do século XVII, o carvão vinha sendo utilizado para fornecer o calor necessário ao aquecimento de habitações e a determinados processos, como o trato do malte para preparação da cerveja, a forja e a fundição de metais. Já o trabalho mecânico, isto é, o deslocamento de massas, era obtido diretamente de um outro trabalho mecânico: do movimento de uma roda d'água ou das pás de um moinho a vento.
3 - A altura a que se pode elevar uma massa depende, num moinho a água, de duas grandezas: o volume d'água e a altura de queda. Uma queda d'água de cinco metros de altura produz o mesmo efeito quer se verifique entre 100 e 95 metros de altitude, quer se verifique entre 20 e 15 metros. As primeiras considerações sobre máquinas térmicas partiram da hipótese de que ocorresse com elas um fenômeno análogo, ou seja, que o trabalho mecânico obtido de uma máquina a vapor dependesse exclusivamente da diferença de temperatura entre o "corpo quente" (a caldeir
a) e o "corpo frio" (o condensador). Somente mais tarde o estudo da termodinâmica demonstrou que tal analogia com a mecânica não se verifica: nas máquinas térmicas, importa não só a diferença temperatura, mas também o seu nível; um salto térmico entre 50°C e 0°C possibilita obter um trabalho maior do que o que se pode obter com um salto térmico entre 100°C e 50°C. Esta observação foi talvez o primeiro indício de que aqui se achava um mundo novo, que não se podia explorar com os instrumentos conceituais tradicionais.
4 - O mundo que então se abria à ciência era marcado pela novidade prenhe de conseqüências teóricas: as máquinas térmicas, dado que obtinham movimento a partir do calor, exigiam que se considerasse um fator de conversão entre energia térmica e trabalho mecânico. Aí, ao estudar a relação entre essas duas grandezas, a ciência defrontou-se não só com um princípio de conservação, que se esperava determinar, mas também com um princípio oposto. De fato, a energia, a "qualquer coisa" que torna possível produzir trabalho - e que pode ser fornecida pelo calor, numa máquina térmica, ou pela queda d'água, numa roda/turbina hidráulica, ou pelo trigo ou pela forragem, se são o homem e o cavalo a trabalhar - a energia se conserva, tanto quanto se conserva a matéria. Mas, a cada vez que a energia se transforma, embora não se altere sua quantidade, reduz-se sua capacidade de produzir trabalho útil. A descoberta foi traumática: descortinava um universo privado de circularidade e de simetria, destinado à degradação e à morte.
5 - Aplicada à tecnologia da mineração, a máquina térmica provocou um efeito de feed-back positivo: o consumo de carvão aumentava a disponibilidade de carvão. Que estranho contraste! Enquanto o segundo princípio da termodinâmica colocava os cientistas frente à irreversibilidade, à morte, à degradação, ao limite intransponível, no mesmo período histórico e graças à mesma máquina, a humanidade se achava em presença de um "milagre". Vejamos como se opera este "milagre": pode-se dizer que a invenção da máquina a vapor nasceu da necessidade de exploração das jazidas profundas de carvão mineral; o acesso às grandes quantidades de carvão mineral permitiu, juntamente com um paralelo avanço tecnológico da siderurgia - este baseado na utilização do coque (de carvão mineral) - que se construíssem máquinas cada vez mais adaptáveis a altas pressões de vapor. Era mais carvão para produzir metais, eram mais metais para explorar carvão. Este imponente processo de desenvolvimento parecia trazer em si uma fatalidade definitiva, como se, uma vez posta a caminho, a tecnologia gerasse por si mesma tecnologias mais sofisticadas e as máquinas gerassem por si mesmas máquinas mais potentes. Uma embriaguez, um sonho louco, do qual só há dez anos começamos a despertar.
6 -Mais carvão se consome, mais há à disposição". Sob esta aparência inebriante ocultava-se o processo de decréscimo da produtividade energética do carvão: a extração de uma tonelada de carvão no século XIX requeria, em média, mais energia do que havia requerido uma tonelada de carvão extraída no século XVIII, e esta requererá mais energia do que uma tonelada de carvão extraída no século XVII. Era como se a energia que se podia obter da queima de uma tonelada de carvão fosse continuamente diminuindo.
7 - Começava a revelar-se uma nova lei histórica, a lei da produtividade decrescente dos recursos não-renováveis; mas os homens ainda não estavam aptos a reconhecê-la.
(Laura Conti. "Questo pianeta", Cap.10. Roma: Editori Riuniti, 1983. Traduzido e adaptado por Ayde e Veiga Lopes)

2. O texto compara o cavalo com o boi como fonte de energia para o trabalho. Sobre esses dois animais, fizeram-se as seguintes afirmações:
I. São mamíferos ruminantes.

II. Seus sucos digestivos não contêm celulase.

III. A digestão de celulose é efetuada por microorganismos simbiontes em ambos os animais.
IV. No cavalo, os microorganismos localizam-se no cecointestinal, enquanto que no boi localizam-se no estômago.

São corretas
a) I, II e III, somente.
b) I, II e IV, somente.
c) I, III e IV, somente.
d) II, III e IV, somente.
e) I, II, III e IV.

resposta:D

origem:Ufg
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:"O laço de fita que prende os cabelos da moça no retrato mais parece uma borboleta." ("Outro retrato", José Paulo Paes)
Os anexos da pele, tais como "...os cabelos...", são estruturas encontradas nos mamíferos. Estas estruturas
( ) localizam-se entre as camadas da derme e têm a função de produzir calor por meio de uma alta taxa metabólica.
( ) formam uma camada intramuscular protetora contra a perda excessiva de água para o ambiente.
( ) aparecem em machos e fêmeas, em razão da presença da gonadotrofina coriônica.
( ) ficam "eriçadas", em dias frios, graças à ação contrátil das terminações nervosas nas glândulas endócrinas

resposta:F F F F

origem:Outros
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:São mamíferos típicos da fauna dos cerrados do Brasil:
a) ema, lobo-guará, onça-pintada.
b) tamanduá-bandeira, lobo-guará, tatu-canastra.
c) veado-campeiro, zebra, tamanduá-bandeira.
d) onça-pintada, ema, tamanduá-bandeira.
e) veado-campeiro, avestruz, tatu-canastra.

resposta:B

origem:Unesp
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:De um modo geral, o período normal de gestação de um mamífero está diretamente relacionado ao tamanho do corpo. O período de gestação do elefante, por exemplo, é de 22 meses, o do rato doméstico apenas 19 dias. O gambá, entretanto, que tem tamanho corporal maior que o do rato doméstico, tem um período de gestação de apenas 13 dias e seus filhotes nascem muito pequenos, se comparados com os filhotes do rato. Considerando estas informações, responda.

a) Por que o gambá, de maior porte que o rato, tem período de gestação menor? Justifique.
b) Qual é o anexo embrionário presente no rato e no elefante, mas ausente, ou muito pouco desenvolvido, nos gambás? Cite uma função atribuída a este anexo embrionário.

resposta:
a) Os gambás são marsupiais e apresentam uma gestação curta, uma vez que sua placenta é muito primitiva. Os filhotes nascem prematuramente e completam o desenvolvimento dentro da bolsa marsupial, onde se alimentam do leite secretado pelas glândulas mamárias.
b) Placenta. Este anexo realiza várias funções, entre elas: nutrição, excreção, respiração e regulação hormonal.

origem:Ufv
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:A frase popular "... a baleia já foi terrestre..." significa, em termos evolutivos, que a baleia:
a) em tempos remotos rastejava no ambiente terrestre.
b) era adaptada para viver na água como peixe e na terra como réptil.
c) atualmente é um peixe, mas seu ancestral era mamífero.
d) teve um ancestral distante que viveu em terra firme.
e) é descendente direto dos anfíbios.

resposta:D

origem:Fei
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:O animal mais próximo do homem, do ponto de vista evolutivo é o:
a) sapo
b) crocodilo
c) pingüim
d) castor
e) raias

resposta:D

origem:Unicamp
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:Leia com atenção a tira a seguir:


a) Calvin não entende por que precisa estudar os morcegos. Esses animais, porém, têm funções biológicas importantes nos ecossistemas. Cite duas dessas funções.
b) Calvin acredita que os morcegos são insetos porque, além de considerá-los nojentos, eles voam. No entanto, o que ele não sabe é que asas de insetos e de morcegos não são estruturas homólogas mas análogas. Qual a diferença entre estruturas análogas e homólogas?
c) Dê duas características exclusivas da classe a que pertencem os morcegos.

resposta:
a) Os morcegos que se alimentam de néctar de flores contribuem para a polinização. Dispersam sementes as espécies frugífagas. Os insetívoros controlam as populações de insetos dos quais de alimentam.
b) Homólogos são órgãos que possuem e mesma origem embrionária, independentemente de sua função. Ex: Asas dos morcegos e asas das aves.
Análogos são órgãos que possuem a mesma função, independentemente de sua origem embrionária. Ex: Asas dos morcegos e asa dos insetos.
c) São características exclusivas dos animais da classe Mamíferos:
- pêlos
- glândulas mamárias, sebáceas e sudoríparas
- músculo diafragma
- placenta
- hemácias anucleadas

origem:Uel
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:A organização estrutural dos dentes dos mamíferos também pode ser encontrada
a) nos dentes córneos dos girinos.
b) nas escamas dérmicas de peixes ósseos.
c) nas escamas placóides de peixes cartilaginosos.
d) no bico das aves.
e) nos cornos do gado bovino.

resposta:C

origem:Uel
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:Um mamífero, que apresenta pelagem escura durante o verão e pelagem branca, muito mais longa e espessa no inverno, está adaptado para viver
a) em manguezais.
b) no deserto do Saara.
c) em florestas tropicais.
d) na tundra canadense.
e) nas savanas africanas.

resposta:D

origem:Ufg
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:O processo evolutivo da espécie humana não é totalmente conhecido pela ciência, porém sabe-se que o 'Homo sapiens'
( ) viveu numa atmosfera primitiva rica em metano, submetida a altas temperaturas e com muitas descargas elétricas.
( ) tem sua origem explicada pela teoria da geração espontânea ou abiogênese.
( ) é um ser eucarionte, heterótrofo, com digestão extracelular e circulação dupla, completa e fechada.
( ) possui capacidade diferente de se adaptar às condições impostas pelo ambiente.

resposta:F F V V

origem:Uepg
tópico:
Zoologia

sub-grupo:Mamiferos

pergunta:Integram a fauna do Parque de Vila Velha, no Paraná, os seguintes mamíferos: cachorro do mato, tamanduá-mirim, gambá, ratazana e capivara. No que respeita à classificação desses animais segundo a ordem a que pertencem, assinale o que for correto.
01) capivara - 'Perissodactyla'
02) cachorro do mato - 'Carnivora'
04) tamanduá-mirim - 'Edentata'
08) gambá - 'Masurpialia'
16) ratazana - 'Rodentia'

resposta:30

 


Próxima Página »

Página 1 de 4


celula virtual - para ensino medio




anatomia musculatura