Banco de dados de questões do vestibular
questões de vestibulares
|
 

Questões Ufrj

REF. Pergunta/Resposta
origem:UFRJ
tópico:
ecologia

sub-grupo:

pergunta:As espécies de capim que crescem nos campos da Austrália podem ser diferentes das que existem na América ou na África, mas todas têm a mesma função: são produtores dos ecossistemas de campo. Nos campos da Austrália vivem cangurus, nos da África há zebras e na América do Norte há bisões. Todos esses animais exercem em seus ecossistemas a função de:

a) consumidores primários
b) consumidores secundários
c) consumidores terciários
d) decompositores
e) parasitas

resposta:A

origem:UFRJ
tópico:
Bioquímica

sub-grupo:Vitaminas

pergunta:Uma equipe de pesquisadores de vários países desenvolveu um tomate transgênico que contém três vezes mais betacaroteno que o fruto comum. O betacaroteno é uma substância que o corpo transforma em determinada vitamina. A falta dessa vitamina está associada a problemas do coração, da visão e de alguns tipos de câncer. Segundo a UNICEF, até 2 milhões de crianças com menos de quatro anos deixariam de morrer anualmente se ingerissem mais a referida vitamina.
Adaptado de "O GLOBO". Rio, 29 de maio 2000.

O texto refere-se à vitamina
a) A.
b) B6.
c) C.
d) D.
e) B1.

resposta:A

origem:Ufrj
tópico:
Citologia

sub-grupo:

pergunta:Um pesquisador determinou as variações nas concentrações de ADN ao longo do tempo, em células do ovário e do epitélio intestinal de um animal. As variações na quantidade de ADN em cada célula nos dois casos estão registradas nas figuras 1 e 2.

Qual das figuras (1 ou 2) corresponde às células do ovário e qual corresponde ao epitélio intestinal. Justifique.




resposta:A figura 1 corresponde ao epitélio intestinal, pois a quantidade de ADN inicialmente é duplicada e volta ao valor inicial, caracterizando uma divisão celular por mitose. A figura 2 corresponde às células do ovário, pois a quantidade final de ADN é igual à metade da quantidade inicial, indicando a ocorrência da divisão celular por meiose.

origem:Ufrj
tópico:
Embriologia

sub-grupo:

pergunta:O esquema a seguir ilustra o processo de segmentação e clivagem em


Fonte: AMABIS e MARTHO. "Curso Básico de Biologia". 1985.< br>
a) mamíferos.
b) anfíbios.
c) anfioxo.
d) aves.
e) répteis.

resposta:B

origem:Ufrrj
tópico:
Embriologia

sub-grupo:

pergunta:São tecidos originados do mesoderma:


a) cartilaginoso, epidérmico, muscular e nervoso.
b) sangüíneo, ósseo, cartilaginoso e muscular.
c) nervoso, muscular, epidérmico e sangüíneo.
d) muscular, ósseo, cartilaginoso e epidérmico.
e) epidérmico, nervoso, sangüíneo e ósseo.

resposta:B

origem:Ufrj
tópico:
Fisiologia

sub-grupo:Homeostase

pergunta:As halobactérias são classificadas como halófilas extremas porque vivem em ambientes com uma concentração muito alta de Na+. Nessas bactérias, ao contrário do que ocorre na maioria das células, existem sistemas enzimáticos que bombeiam o K+ para o seu interior de tal forma que [K+]interior>[Na+]exterior. Em geral nas outras espécies de microrganismo essas concentrações são iguais. De que forma o mecanismo de concentração de K+ é importante para as halobactérias?

resposta:A maior concentração de K+ no interior das halobactérias cria um gradiente osmótico que num ambiente de alta concentração salina, favorece a entrada de água nas células.

origem:Ufrj
tópico:
Fisiologia

sub-grupo:Homeostase

pergunta:O diagrama a seguir mostra como se passa a absorção de glicose e de Na+ numa célula do epitélio intestinal. As células possuem um transportador que liga-se simultaneamente a estes solutos e os transfere para o citoplasma. Em seguida, a membrana plasmática, que contém bombas de sódio (enzima Na+K+ATPase), ativamente transporta o Na+ para o sangue.

Em casos severos de desidratação, como por exemplo no cólera, ocorre tanto a perda de água quanto a de Na+.
Examinando o diagrama, explique por que, nesses casos, a reposição de água é feita com mistura de açúcar e sal, ao invés de água pura.

resposta:Na desidratação severa, a hidratação com água contendo sal e açúcar tem a finalidade de repor o sódio (Na+) perdido e fornecer glicose como combustível extra já que a absorção desse ion consome energia.

origem:Ufrj
tópico:
Fisiologia

sub-grupo:Homeostase

pergunta:A tabela a seguir mostra o consumo de O2 de um certo animal em diferentes temperaturas ambientes:


Esse animal é endotérmico (homeotérmico) ou ectotérmico (pecilotérmico)? Justifique sua resposta com base nos dados da tabela.

resposta:O animal é endotérmico. A tabela mostra que em temperaturas mais baixas o consumo de oxigênio é maior do que em temperaturas mais altas. Logo, houve aumento da taxa de metabolismo, liberando mais energia e calor para compensar a perda para o ambiente. Os animais ectotérmicos não regulam sua temperatura interna.

origem:Ufrj
tópico:
Fisiologia

sub-grupo:Homeostase

pergunta:Numa sauna é possível aumentar a umidade do ambiente simplesmente atirando água numa superfície aquecida (pedras, por exemplo). Quando isso ocorre, a temperatura da superfície corporal aumenta imediatamente. Por que ocorre esse aumento?

resposta:Quando aumenta a umidade do ambiente, o suor na superfície da pele não evapora, o que elimina uma forma importante de refrigeração superficial.

origem:Ufrj
tópico:
Fisiologia

sub-grupo:Homeostase

pergunta:As duas curvas do gráfico abaixo representam um experimento relacionando a taxa metabólica de dois animais de espécies diferentes (animal A e animal
B) com a temperatura ambiente. A taxa metabólica foi determinada pelo consumo de oxigênio. Qual das curvas (A ou
B) pode ser associada ao animal endotérmico e qual corresponde ao animal ectotérmico. Justifique suas respostas.

resposta:As curva B corresponde ao animal endotérmico, que possui sistemas de regulação da termogênese, nos quais à medida em que a temperatura ambiente sobe, diminui o consumo de oxigênio. Já o animal ectotérmico é representado pela curva A, onde a taxa metabólica é diretamente proporcional à temperatura ambiente.

origem:Ufrj
tópico:
Fisiologia

sub-grupo:Respiração

pergunta:Os peixes apresentam grande variedade de adaptações a modos de vida diferentes no ambiente marinho. Entre os peixes carnívoros existem aqueles adaptados à captura de presas graças ao nado rápido (grupo 1), e outros que capturam suas presas permanecendo imóveis e dissimulados sobre o substrato em água rasas (grupo 2). Na tabela estão apresentados os valores da proporção (superfície branquial / massa corporal), de quatro espécies de peixes.
Admitindo que no ambiente onde vivem essas espécies não existe variação significativa na disponibilidade de oxigênio, determine quais as espécies que pertencem ao grupo 1 e ao grupo 2. Justifique sua resposta.


resposta:As espécies A e D pertencem ao grupo 1, pois a natação ativa exige taxas altas de metabolismo com grande consumo de oxigênio, obtido através da grande superfície branquial. As espécies B e C são do grupo 2, cujo gasto de oxigênio é menor, pois permanecem imóveis por longos períodos.

origem:Ufrj
tópico:
Fisiologia

sub-grupo:Respiração

pergunta:O gráfico a seguir apresenta duas curvas que sugerem uma relação de causa e efeito entre o hábito de fumar e o câncer de pulmão: uma delas estuda o número de cigarros consumidos por ano, por indivíduo, e a outra reflete o número de mortes devido a câncer de pulmão por 100.000 habitantes, por ano.


a) Faça uma análise comparativa das duas curvas, no período 1920-1960, que justifique essa relação de causa e efeito.
b) Faça o mesmo tipo de análise para o período 1960-1980.

resposta:
a) a relação de causa e efeito se justifica pois o aumento sistemático do número de cigarros consumidos por ano no período 1920-1960 é acompanhado por um aumento sensível no número de mortes devidas a câncer de pulmão.
b) no período 1960-80 a quantidade de cigarros fumados por ano se estabiliza; esse comportamento é acompanhado pelo número de mortes devidas a câncer, que também se estabiliza.

 


Próxima Página »

Página 1 de 27




anatomia sistema respiratorio com pulmão, traqueia e laringe